Propriedades do ovo para aumentar o colesterol HDL

Gema de ovo e colesterol alto

Como é sabido, a gema de ovo possui um alto conteúdo de colesterol. Daí que tradicionalmente as dietas contra a hipercolesterolemia limitaram seu consumo a um máximo de 3 unidades por semana. O que há de certo nisso?

É indiscutível que a gema de ovo possui uma elevada concentração de colesterol, 424 miligramas para cada 100 gramas. Entretanto, recentes estudos colocam em dúvida que o seu consumo possa ser considerado o culpado do aumento dos valores de colesterol no sangue.

Cada dia se consolida mais a ideia de que a hipercolesterolemia é o resultado de uma multiplicidade de fatores, entre os quais o consumo de colesterol na dieta não é tão determinante como se supôs no passado. Tanto é assim que só uma pequena proporção do colesterol ingerido é absorvido pelo organismo.

Por outro lado, os ovos não apenas contêm colesterol na sua composição mas também vitaminas, minerais e proteínas de alto valor biológico, além de ácidos graxos insaturados ômega 3 e ômega 9, que aumentam os níveis de colesterol HDL, também chamado colesterol bom.

Não é menos importante a presença de fosfolipídios, especialmente a fosfatidilcolina ou lecitina na sua composição, que por esterificação e substituição reduziria o colesterol ruim ou LDL. Para além destas considerações que continuam em debate, cabe apontar que os ovos de codorna são uma opção com menor concentração de colesterol e que, na atualidade, existem ovos de galinha com baixo conteúdo de colesterol, por modificação genética.


IMPORTANTE: A missão do "Propriedades do ovo para aumentar o colesterol HDL" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Propriedades do ovo para aumentar o colesterol HDL"

Comente no Google+