Auto-ajuda para superar a fobia social

Conselhos para conseguir uma melhor relação com o nosso entorno

A fobia social surge como uma ansiedade excessiva em situações que requerem uma interação com outras pessoas, devido ao medo a fazer o ridículo ou ser objeto de piadas, entre outras razões. Existem técnicas de autoajuda que nos possibilitam encontrar uma saída para este problema.

Muitas pessoas sentem que não são capazes de se comportar de forma correta em situações públicas, razão pela qual optam por se isolar completamente de grupos sociais e praticamente não têm contato com outros indivíduos, além do seu entorno familiar direto.

A exposição a situações sociais temidas provoca uma resposta imediata de ansiedade, que pode ganhar a forma de uma crise de angústia.

Embora o esforço seja duro e no início pareça impossível, com paciência e vontade as pessoas com este inconveniente podem aprender a superá-lo.

Conselhos para superar a fobia social

Em geral, este tipo de fobia se produz quando a pessoa pensa que poderia acontecer algo muito desagradável em uma situação social e que as consequências deste fato seriam terríveis e irreversíveis.

Este tipo de pensamentos conduz à ansiedade. Para combatê-la, a princípio é necessário observar nossos pensamentos e saber que nos induz a pensar desse jeito. Posteriormente, é vital analisar esses pensamentos e se perguntar se são realistas.

Ao percebermos que na maioria das ocasiões caímos em exageros, é imprescindível tratar de mudar nossos pensamentos por outros que nos permitam nos sentirmos melhor, construindo assim uma atitude mais positiva na hora de encarar as situações sociais.

Por exemplo, é realista e mais positivo saber que, como todas as pessoas, podemos nos enganar e dizer algo estúpido em algum momento, mas não por isso nos sentirmos o pior lixo sobre a terra. Diminuir o sentido? Catastrófico? Da vida e nosso nível de autoexigência, muitas vezes exagerado, é um ponto importante.

Para transformar os pensamentos que desembocam na fobia social também é chave compreender que não é possível agradar todo mundo toda hora. Sempre pode ter alguém que pense mal de nós, é necessário aceitar essa situação como algo normal.

Devemos dar à opinião dos outros sobre nós o lugar modesto que merece, e não brindar um protagonismo que pode ser danoso para nossa autoestima.

Por último, é preciso destacar que devemos aprender a suportar a ansiedade, mais do que tentar deixar de senti-la. Todos atravessamos essa situação em algum momento, mas a diferença é que o fóbico não pode superá-la e não encontra a forma de deixá-la passar sem se machucar.

Você sabe se sofre de fobia social?

Descubra através deste simples teste se está sofrendo de fobia social.

Te dá medo ou vergonha ser o centro de atenção?

Você tem pânico de falar em público?

Evita participar de situações nas que pode sair desvalorizado ou rejeitado?

Diante de situações de exposição, sofre de enjoos, tremores ou taquicardias?


Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Auto-ajuda para superar a fobia social"

Comente no Google+