Autoajuda para os ataques de pânico

Como evitar o ataque de pânico

Os ataques de pânico são cada vez mais frequentes. No entanto, muitas pessoas ignoram que sofrem deles, o que aumenta a ansiedade e angústia que os sintomas da crise de pânico ocasiona. Aprenda como evitar o ataque de pânico, conhecendo os sintomas que o anunciam e os tratamentos adequados.

Os sintomas dos ataques de pânico não só são alarmantes para quem sofre com eles, mas também te inibem de poder desenvolver suas tarefas cotidianas, na forma habitual.

Por esse motivo, além da ansiedade e da angústia, que habitualmente os acompanha, é muito importante conhecer seus sintomas, para poder diagnosticá-los, oportunamente.

A seguir, o Dr. Pedro Bustelo, psiquiatra e ex-consultor da Organização Mundial da Saúde e Presidente da Fundação Cazabajones, te explica em que consiste esta doença tão frequente nos nossos dias, que devasta a vida de milhões de pessoas.

Da mesma forma, fala da depressão, que frequentemente se associa aos ataques de pânico.

No seguinte vídeo, Bustelo detalha a importância de que a pessoa com ataques de pânico receba o tratamento adequado, ao mesmo tempo em que dessipa as dúvidas sobre muias inquietações e temores frequentes, diante de um ataque de pânico.

Além disso, pode te ajudar saber como superar a angústia, que habitualmente acompanha os ataques de pânico. Por outro lado, as chaves para vencer a ansiedade e os conselhos de autoajuda para a depressão também podem ser úteis para superar seus ataques de pânico e poder retomar suas tarefas cotidianas. Sobretudo, lembre-se que você não é o único que sofre desta doença, nos grupos de autoajuda você encontrará a contenção e o apoio necessários, para encontrar seu caminho rumo à recuperação total.


Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Autoajuda para os ataques de pânico"

Comente no Google+