Chaves e conselhos para tomar o controle da sua vida e deixar atrás a vitimização

Livre-se da vitimização e entre em ação para tornar realidade seus sonhos

Responsabilizar os outros pela não solução dos próprios problemas e se sentir responsável pelos problemas alheios são duas formas de expressão de um dos obstáculos mais comuns na hora de tomar controle da sua própria vida: a vitimização.

A vitimização é um dos maiores obstáculos genéricos da nossa sociedade, na qual todos são vítimas.

  1. Os que se fazem de vítimas não tomam o controle da sua vida e perdem todas as suas oportunidades esperando que outros venham resolver seus problemas.
  2. Os que são destinatários da chantagem emocional dos que se fazem de vítimas também se tornam vítimas, já que perdem todas as suas oportunidades por não descontentar as primeiras.

É possível que você pertença a um dos dois grupos ou inclusive aos dois. Neste artigo você encontrará várias chaves para se liberar das vitimizações, seja você de um grupo, do outro ou de ambos.

1.- Tome as rédeas da sua vida

Não espere que os outros façam as coisas por você. Se você não as fizer por si mesmo, como espera que os outros façam por você?

Quando quiser algo, aprenda a pedir. Não espere que os outros as adivinhem e tenha em mente que podem te dizer não.

Tome a decisão de administrar sua vida, sem esperar que os outros respondam. Com isso não quero dizer que você não possa pedir ajuda, mas que conte com a possibilidade de que possam negá-la.

2.- Faça o que realmente você quer fazer

Siga seus próprios interesses, não os dos outros. Se você faz a vida de outros por comprazer, as possibilidades de êxitos serão muito baixas.

Se as coisas não saem bem, tudo ficará em reclamações. Quando há problemas e as coisas não se apresentam como você esperava, ninguém vem pagar o pato com você, então deixe as reclamações de lado e faça sua vida.

3.- Aprenda a ver as adversidades como desafíos

Mude seu diálogo interno. Substitua o “coitadinha de mim”, “que maus são os outros”, por um “eu posso” e um “isto me fará mais forte”.

Veja as adversidades como desafíos para crescer e se tornar pau pra toda obra. Os momentos de crise são oportunidades de mudança e de melhora, e no final tudo na vida passa.

4.- Você não é mau se não atende os requerimentos das vítimas

Você também se torna vítima se topa todos os requerimentos das vítimas. Você não é mau se não o faz, pelo contrário, está ajudando essas pessoas que se desenvolvem.

Além disso, evitando isso você pode render 100 % para si. Você é responsável por si mesmo, não pelos outros. O melhor que você pode fazer pelos demais é lhes ensinar que podem por sua conta. Você já sabe: ensine a pescar, não lhes dê o peixe.

Leve em conta estes quatro conselhinhos e consiga se liberar das vitimizações.

felicidad

3 passos para tomar decisões e controlar sua vida

Apesar que na sociedade atual em muitos países se tem liberdade e o grande privilégio de poder decidir sobre a vida e os negócios, a verdade é que sempre se corre o risco de não aproveitá-los e de ser escravizado por fatores como a falsa segurança, o medo do que vão falar, as vitimizações, entre outros.

O caso é que, apesar de que você pode decidir sobre 90% do que te acontece, é provável que esteja deixando seu sucesso e futuro nas mãos da sorte e de fatores externos, se queixando do seu azar.

Seu sucesso está na sua cabeça: se você não vive a vida que deseja é porque se empenha em achar que não pode, que não é para você, que e algo para alguns poucos privilegiados.

  1. Libere-se da vitimização

    Ninguém nem nada tem a obrigação de estar ao seu serviço, nem de te ajudar. É só sua é a responsabilidade da sua vida. Claro que você pode pedir ajuda a outros e buscar recursos, mas se as portas se fecharem, você terá que continuar chamando muitas outras.

    Em qualquer caso você nunca deve se deter porque os outros não te ajudam ou porque as circunstâncias não sejam favoráveis a você, precisamente se isso é assim, mais razão para que você se impliques a fundo.

  2. Não permita que os outros ou o que vão falar controlem a sua vida

    Também não seja você vítima dos caprichos daqueles que te rodeiam. A melhor maneira de ajudar os outros é ensinando eles a ser autosuficientes e não tirando eles do sufoco toda hora, sobretudo se isso significa ter que abandonar ou adiar seus sonhos. Você também pode negociar com isso (um dia eu te ajudo, outro dia você me ajuda).

    É tão importante para você se sentir aceita, para deixar o controle da sua vida nas mãos do que querem os outros? Eu francamente prefiro não ser tão aceita e viver a vida dos meus sonhos.

    De qualquer modo quando você vive a vida que quer e é feliz, acaba sendo aceita por quase todos (nunca se pode agradar todo mundo).

  3. Entre em ação

    Quando tiver decidido que não vai deixar que outros fatores controlem sua vida, chegou o a hora de entrar em ação para construir essa vida que você deseja. Decida o que quer fazer e faça um plano de como vai realizar isso.

    Siga o plano de ação e faça os pequenos ajustes que sejam necessários em função da experiência e dos obstáculos que for encontrando. Lembre-se que sem ação não há resultados.

Aplique estas três chaves e tome o controle da sua vida e do seu negócio de uma vez por todas.

Você se identificou com algum tipo de vitimização?

Gráfico da enquete: Você se identificou com algum tipo de vitimização?

Sim, sinto que responsabilizo os outros pelo que acontece comigo

94

Sim, vivo me encarregando dos problemas dos outros

54

Não, não me vitimizo nem me deixo vitimizar

12





Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Chaves e conselhos para tomar o controle da sua vida e deixar atrás a vitimização"

Comente no Google+