Dieta para a epilepsia

Dieta cetogênica para a epilepsia

A dieta cetogênica é um dos tratamentos mais eficazes contra a epilepsia. Devido ao alto conteúdo de gorduras e quase sem açúcares, consegue que o cérebro processe os lipídios em vez da glicose, sendo menos excitante para o sistema nervoso central e reduzindo a possibilidade de ataques epilépticos.

A dieta cetogênica é um dos planos alimentares mais importantes que se descobriram para tratar as crises de epilepsia. Pode ser aplicada em crianças a partir de um ano de idade e, segundo o que se estabeleceu até o momento, pode brindar grandes resultados a quem a pratica.

A dieta cetogênica consiste em um menu que tem altas quantidades de gorduras, enquanto é baixa em proteínas e hidratos de carbono. O certo é que sua primeira intenção é a de alterar o metabolismo, conseguindo que o cérebro processe as gorduras em vez dos açúcares, reduzindo a excitação cerebral e diminuindo as crises de epilepsia em bom número.

Os ingredientes mais comuns em uma dieta cetogênica são alguns como a maionese, os óleos e as manteigas, enquanto os doces estão praticamente proibidos, da mesma forma que outros hidratos do mesmo tipo.

Nem é preciso falar que este tratamento dietético tem que ser seguido com o mais rígido controle profissional. Toda comida deve ser pesada em gramas para que dê resultado e, além disso, é fundamental que se realize um controle nutricional porque, devido à composição das comidas desta dieta, podem ocorrer desequilíbrios.


IMPORTANTE: A missão do "Dieta para a epilepsia" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Dieta para a epilepsia"

Comente no Google+