Dieta para as hemorroidas

Alimentos para o tratamento das hemorroidas ou almorreimas

As hemorroidas ou almorreimas são uma afecção muito comum, que tem uma origem fisiológica, mas na qual a alimentação também influi, produzindo processos inflamatórios muito dolorosos. Por essa razão, uma dieta que incorpore alimentos adequados é muito importante para o tratamento das hemorroidas.

Dieta para las hemorroides As hemorroidas ou almorreimas são uma doença muito comum e bem incômoda, na qual influi significativamente a sua alimentação, por isso aqui eu te mostrarei quais são os alimentos adequados para o seu tratamento, que te ajudarão a prevenir e combater sua inflamação.

O que são as hemorroidas?

As almorreimas são varizes que se localizam na região interna ou externa do ânus, é por isso que são denominadas:
  • Hemorroidas internas: estas se encontram na região onde a pele dos glúteos se une com a pele do ânus.
  • Hemorroidas externas: estas se encontram debaixo da linha anorretal.
As varizes quando crescem e se inflamam são muito dolorosas e incômodas impedindo ter uma boa qualidade de vida, é por isso que é fundamental modificar hábitos higiênicos alimentares que melhorarão esta situação.

Para isso eu te mostrarei uma dieta para hemorroidas, que pode te ajudar como guia para realizar estas mudanças e poder tratá-las.

Dieta para hemorroidas:
  • Leite: se você não sofre de intolerância à lactose, pode consumi-la com normalidade.
  • Iogurte: pode ser muito útil para melhorar a flora intestinal.
  • Queijos: de preferência untáveis, com muito pouco tempo de estação. Estão proibidos os queijos duros ou moles fermentados.
  • Ovo: não existe contra-indicação alguma para o seu consumo.
  • Alimentos ricos em fibra:
    • verduras e frutas em geral, lentilha, soja, grão-de-bico, arroz integral, aveia rolada, farelo de trigo, centeio, frutos secos (nozes, avelãs, amêndoas, castanhas, etc.) e frutas dessecadas (cerejas passas, damascos, figos, etc.) são alimentos que devem fazer parte da sua dieta para as hemorroidas.
    • Estes alimentos ajudam a melhorar o trânsito intestinal e portanto a evitar a inflamação das almorreimas. Além das verduras e frutas são fonte de vitamina C e flavonoides essenciais para o tratamento das almorreimas, já que sua carência pode produzir debilidade nos músculos perineais.
    • Leve em conta que se você se encontra em plena inflamação hemorroidal, deve realizar uma progressão tanto com verduras e frutas: começará com verduras cozidas (abóbora, cenoura, abobrinha sem pele e sementes, tomate sem pele e sementes, acelga e espinafre cozido e sem pencas, batata). Com relação às frutas, também deverão ser cozidas ou cruas em purê, sem pele, nem sementes (maçã, pera, banana, pêssego, etc.), evite as uvas, morangos, cítricos.
    • Nesta etapa você não poderá consumir as frutas secas, mas sim as dessecadas e com elas poderá realizar compotas.
    • Quando esta etapa estiver superada, você pode começar a incorporar estes alimentos de forma habitual e de forma progressiva.
  • Carnes: você deve prestar mais atenção à forma de preparação que à carne em si, embora se recomendem as carnes magras. A cocção da carne deve ser em tempo médio, não muito cozida, já que esta situação pode chegar a irritar o intestino, devido aos nitritos e nitratos que possuem as carnes extremamente cozidas.
  • Molhos:
    • este é um ponto muito importante, já que os molhos muito picantes podem te ocasionar inflamação intestinal, molhos à base de pimenta chili, tomate com pele e semente, com o adicional de espécias picantes tais como chili moído, alho, curry, pimenta, pimentão picante, etc., são alimentos prejudiciais para as hemorroidas.
    • Você deve evitar também molhos à base de maionese, catchup, mostaça, barbecue.
    • Você pode consumir molhos caseiros como o molho de tomate natural, molho branco dietético, molho velouté (da mesma forma que o molho branco, mas se realiza com caldo de verdura em vez de leite).
  • Espécias: estão permitidas as espécias aromáticas, como o alecrim, tomilho, orégano, louro, açafrão, canela, etc.
  • Bebidas: a bebida mais aconselhável é a água, você deve evitar o álcool em excesso, já que é um irritante intestinal, e as bebidas carbonatadas ou gasosas pelo excesso de gás que pode inflamar o intestino.
  • Infusões: tanto o café como a erva-mate podem produzir irritação intestinal, razão pela qual é preferível não consumi-los ou pelo menos não tomá-los em excesso. Entretanto, podem ser de muita utilidade os chás como o de camomila, cedrina ou malva, já que são desinflamatórios e também ajudam a melhorar a motilidade intestinal.
  • Óleos: sua utilização costuma ser útil sempre que seja de forma crua, sem ser utilizado para cozinhar. Evite as frituras. Os óleos mais aconselháveis são: óleo de uva, girassol, soja, oliva.
Recomendações dietéticas:
  • Coma devagar, não engula, mastigue bem, não tenha pressa para consumir suas comidas. Alimento que não esteja bem digerido vai te ocasionar problemas a longo prazo no aparelho digestivo. Lembre-se que a digestão começa na boca.
  • Sirva-se porções pequenas, não queira comer tudo de uma só vez, isso é contraproducente.
  • Não pule comidas.
  • Beba muita água, a água ajuda a eliminar toxinas e impurezas que o seu corpo não precisa.
Lembre-se de consultar seu médico se as suas hemorroidas se inflamam muito ou sangram.
Alguns artigos relacionados que podem te interessar:
María del Pilar Cancela

María del Pilar Cancela


IMPORTANTE: A missão do "Dieta para as hemorroidas" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

11 comentários no "Dieta para as hemorroidas"

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

¡Carregando comentários!
Luciana

Eu fiz essa dieta, muito boa por sinal. Mas meu problema era jà em um estado muito avançado e tive que fazer a cirurgia. Para quem se encontra nessa mesma situaçao, eu recomendo a THD. Por ser uma técnica nova vou resumir aqui as vantagens: é pouco invasiva a cirurgia, sem cortes nos tecidos, sem anestesia geral, indolor, recuperaçao rapida.

elias

Luciana por acaso voce fez a THD, onde a fez e qual o valor aproximado , poderia me ajuda, pois so a localizei no hospital albert

Paulo Roberto da Silva

sou muito grato por informações tão importantes e esclarecedoras, tenho certeza que me ajudará muito, pois além da hemorroida estou com diverticulite, já estou sofrendo a mais de um mês...grato pela ajuda.

Valdemiro Ferreira Pinheiro

Muito boa, gostei.

feliciano de oliveira ruela filh

Gostei , vou fazer rápidos pois não sei o que fazer pra aliviar tanta dor , obrigado

FOI MUITO UTIL

OLA DRA.
A MEINHA HEMORRIDA E EXTERNA E JA ESTA BASTANTE REGULADA, ESTOU CONSUMINDO MUITA FIBRA E MUITA
VERDURAS. PODEIA POR FAVOR ME PASSAR UMA DIETA PARA EU SEGUIR.

OBRIGADO

ABÇ

Angela

sofro de hemorroida e fissura, gostaria de saber se e normal depois de 1ou2horas a hemorroida começar a doer e ficar inchada isto demora horas para voltar o normal e parar de doer, obrigada

Mara

Estou com marido passando por esse sufoco e fui pesquisar sobre o assunto que me era desconhecido. Foi esclarecedor...obrigada pela ajuda!

faty

obrigada ,,foi muito boa esta informaçao tao esclarecedora..vou seguir á risca , obrigada pela ajuda..

Heloisa

Estava a procura de uma dieta para hemorróidas, e aqui encontrei.

m.suelicorrea@hotmail.com

Ola Maria tudo bem? obrigada pela iniciativa, me ajudou muito, Deus a abençoe sempre.
Sueli



Escreva seu comentário sobre "Dieta para as hemorroidas"

Comente no Google+

Na Innatia nós gostaríamos de saber como este artigo foi útil para você.

Quer compartilhar como foi? Acesse aqui… e compartilhe sua experiência!

http://br.innatia.com/c-dietas-balanceadas-pt/a-dieta-para-as-hemorroidas-1100.html