Remédios naturais para a depressão

Remédios naturais contra a depressão

Você está deprimid@? Então, se é assim, você pode recorrer aos remédios naturais que tem à sua disposição. Neste artigo, eu compartilho 10 remédios caseiros para superar os sintomas da depressão. Acompanhe-me!

A morte de um ser querido, a perda do emprego ou qualquer outra circunstância importante na vida emocional pode te gerar uma profunda depressão. Esta doença pode se transformar em algo terrível com o passar do tempo, destruíndo sua vida social. Mas... atenção, não recorra a medicamentos psiquiátricos. Primeiro experimente algum destes remédios naturais para a depressão.

5 plantas antidepressivas

As plantas para a depressão podem ser boas alternativas para melhorar este grave problema. Embora a consulta com um especialista sempre deva ser feita, alguma destas opções pode te favorecer para mudar os estados de ânimo e também te ajudarão com certas funções chave do sistema nervoso.

Ginkgo biloba

O ginkgo biloba, uma planta milenar que os monges chineses utilizavam antigamente para ter as faculdades mentais em boas condições, é um dos melhores remédios naturais para a depressão. Existem inúmeros estudos que já demonstraram todas as suas qualidades. O melhor que você pode fazer é consumi-lo na forma de infusão ou consultar com algum homeopata a forma mais adequada de consumi-lo. É um excelente gerador de endorfinas e serotonina. Esta planta oferece boa irrigação sanguínea para o cérebro, é considerada interessante para a memória e concentração e também estimula processos químicos que são fundamentais para o sistema nervoso em geral.

Erva-de-São-João ou hipérico

Uma das plantas que você pode usar para esse fim é a erva-de-São-João, também conhecida como hipérico. Faz tempo que é usada no âmbito dos remédios caseiros para combater a depressão. Estima-se que é boa para a ansiedade e também para os temores noturnos. De fato, todos os estudos psiquiátricos que se realizaram buscando alternativas medicinais, concluíram que a conhecida como 'erva-de-São-João' ou 'Saint John's Wort' é um dos melhores remédios naturais contra a depressão. Consulte com o seu ervanário sobre esta planta ou de extratos que se fazem com ela. Muitos médicos estão receitando preparados com a 'erva-de-São-João' antes de optar por remédios químicos que podem terminar gerado dependência e inúmeros problemas colaterais.

O fruto noni

Por outro lado, o noni, um fruto que está encontrando uma alta aceitação ultimamente, pode ser muito bom contra a depressão. Isto se deve a que é um grande regenerador celular e que contém propriedades que ajudam a melhorar as funções da melatonina e da serotonina, favorecendo a normalizar os estados de ânimo.

Chá vermelho Pu erh

Sabia que o chá vermelho pu erh ajuda a combater estados depressivos? Sim, esta como as outras variedades de chá procedentes da Camelia sinensis, são fonte de inúmeras propriedades para a saúde. Desde tempos remotos, foi utilizado pela medicina tradicional chinesa como elemento curativo de muitos problemas, tanto de origem física como mental e emocional. Muitos destes benefícios se devem ao grande conteúdo de polifenóis e catequinas presentes nesta bebida. Estes componentes possuem grande poder antioxidante e são capazes de prevenir e ajudar a tratar muitos problemas.

Recentemente se realizaram estudos científicos que demonstraram que pessoas com uma depressão leve se sentiam melhor depois de tomar este maravilhoso chá. Existem outros alimentos que produzem um efeito similar, como o chocolate. No entanto seu consumo pode não ser tão saudável. Embora a gente sempre tenha a alternativa de combiná-los... que tal um chá vermelho aromatizado ao chocolate? Sem sombra de dúvidas, uma proposta mais do que tentadora, mas sobretudo saudável e deliciosa.

Além disso, o chá vermelho costuma ser utilizado em dietas de emagrecimento, que não é precisamente um momento de grande felicidade, não é? É frequente e totalmente normal que te invada um mau humor permanente quando você vê os outros desfrutar de uma copiosa refeição enquanto vê com resignação seu prato de verduras. O chá vermelho pu erh pode te ajudar a ver a dieta de forma mais positiva, como algo transitório que você faz para conseguir um objetivo, não há necessidade de estar amargurados por isso. Muito pelo contrário, pense que depois do seu esforço, você terá uma grande recompensa: alcançar seu objetivo que era baixar esses quilos a mais que te incomodavam e não te faziam sentir à vontade.

Quanto chá vermelho pu erh você pode tomar? O recomendável é fazê-lo sempre com moderação, beba entre três e quatro xícaras por dia tranquilamente. Esta quantidade não representa nenhum perigo para a sua saúde. Em todo caso, se você o prefere para se sentir mais segur@, pode consultar seu médico pessoal que poderá te indicar a quantidade justa a tomar. Espero que você desfrute de uma boa xícara de chá vermelho e não esqueça nunca de sorrir. :-)

Rhodiola

Se você está deprimid@, além de ocupar seu tempo, consultar um profissional e estar acompanhado, pode usar plantas antidepressivas, sobretudo na terapia inicial. A rhodiola ou raiz de ouro é utilizada como antidepressivo e energizante há séculos na Europa, especialmente na Grécia. Já os vikings reconheciam sua eficácia para aumentar a resistência e liberar o estresse. Com certeza sua breve resenha histórica já te fez querer saber mais sobre esta milenar erva, mas também há investigações que avalam sua eficácia.

Estudo da eficácia da rodhiola para tratar a depressão. Um grupo de investigadores da Escola de Medicina de Perelman, da Universidade da Pensilvânia, realizaram um estudo aleatório, às cegas e com placebo em um grupo de voluntários. Quem tinha usado extrato de rhodiola rosea notou melhorias leves a moderadas em comparação com os antidepressivos convencionais. No total 57 pessoas colaboraram com este estudo de 2010 a 2013. Todos eles haviam sofrido dois ou mais episódios depressivos ou perda de interesse e prazer na vida durante, pelo menos, duas semanas. Outros sintomas que também sofreram foram fadiga, insônia ou muito sono, diminuição na capacidade para pensar e se concentrar, assim como pensamentos recorrentes relacionados à morte. Cada um dos voluntários recebeu durante duas semanas, às cegas, sertralina, um placebo ou um extrato de rhodiola.

Resultados do estudo

  • Os pacientes que tomaram sertralina mostraram melhorias nos seus sintomas, tanto como os que usaram rhodiola, embora não tenha havido diferenças estatisticamente significativas.
  • Os pacientes que usaram rhodiola demonstraram ter 1,4 vezes mais probabilidades de melhoria, enquanto os que tomaram sertralina 1,9, em comparação com os do placebo. Levando em conta que um deles é um remédio natural e o outro sintético, não é uma diferença tão grande.
  • Mas o melhor vem relacionado aos efeitos secundários. Enquanto os que usaram sertralina experimentaram o dobro de efeitos secundários, como náuseas ou disfunção sexual em quase 60%, enquanto os que consumiram extrato de rhodiola só 30% sofreu efeitos secundários.
  • Todos estes números levam à conclusão que, embora sejam resultados preliminares, usar uma terapia à base de ervas poderia ter o grande benefício de ajudar pacientes depressivos que não toleram os antidepressivos convencionais, principalmente devido aos seus fortes efeitos secundários.
Rhodiola

Há algumas razões espirituais que elevam esta erva para ter tantos benefícios. Crescer em altitudes elevadas e lugares quase inalcançáveis como montanhas geladas ou zonas desérticas, o que a fortalece na sua luta para encontrar o sol e torna as suas raízes fortes e grossas. Todas estas características poderiam ser "transferíveis" energética e espiritualmente para os seres humanos.

A rhodiola pode ser encontrada em duas cores: amarela e com uma forma que te lembra o sol e vermelho, similar ao fogo. Cada uma tem diferentes propriedades que colaboram com esta melhoria na saúde mental. A cor amarela faz que esta variedade influa no chakra do plexo solar (situado na região entre o umbigo e o coração). Conecta a alma com o corpo emocional e transmuta a energia de emoções negativas em positivas, afeta a digestão, os pensamentos sobre si mesmo e a clareza mental; por sua vez o vermelho influi no chakra raiz, localizado entre o ânus e os órgãos sexuais. Fortalece a segurança e a relação entre todos os aspectos da sua vida.

Como tomar rhodiola? O ideal é fazê-lo durante a primeira parte do dia por sua propriedade energizante. Comece tomando menos de 100 ml por dia e vá aumentando a quantidade até 400 ml, aos poucos. É importante consultar seu médico tradicional ou algum homeopata ou que utilize métodos naturais para te aconselhar e seguir seu novo tratamento.

3 remédios naturais contra a depressão

Se você sente que a tristeza profunda ou a depressão estão se instalando e sua desesperança vai crescendo, é hora de enfrentar o problema de frente e começar a tratar de sair desta situação. Embora seja imprescindível ir ao médico, existem remédios caseiros que podem te ajudar a paliar certos sintomas da depressão.

De lúcuma, banana, gengibre e maca

A lúcuma é uma fruta andina que tem uma grande capacidade para lutar contra a depressão, o esgotamento ou o estresse. Uma das boas maneiras que você tem de utilizá-lo é através de um simples remédio caseiro, onde se combina com outros ingredientes bons para este fim. Você só tem que seguir a receita e colocá-la em prática.

Ingredientes:

  • Duas lúcumas
  • Uma banana
  • Um copo de leite vegetal
  • Uma colher de gengibre ralado
  • Meia colher de maca em pó

Preparação:

  • Coloque a polpa da lúcuma dentro do copo de uma batedeira.
  • Adicione aí a banana descascada, o copo de leite vegetal (pode ser soja, aveia, etc.), o gengibre ralado e também a maca em pó.
  • Bata até que se integrem os ingredientes completamente.

Agora você só terá que consumir este shake quando sentir que não está bem de ânimo, se encontrar cansado ou simplesmente acredite que você precisa de um pouco de energia natural extra. A lúcuma é excelente energizante, assim como a banana e o gengibre. Obviamente, a maca também tem maravilhosas propriedades nesse sentido. Resumindo: você não deveria deixar de experimentar este remédio.

De cacau e coenzima Q10

Segundo certos estudos científicos, o chocolate adicionado com coenzima Q10 seria um remédio natural para combater a depressão das mulheres na pré-menopausa. Ao que parece, não só se obteria este benefício, mas também ajudaria a prevenir o sobrepeso. Quando uma mulher se encontra numa etapa de pré-menopausa pode apresentar depressão, já que disminuem os níveis de estrógenos no sangue. Embora o tratamento médico seja necessário, existem terapias alternativas relacionadas com produtos naturais que podem complementar esse tratamento.

Estas barras de chocolate contêm 90% de cacau e 8 g de coenzima Q10. Por outro lado, não têm açúcar adicionado. A tal ponto é boa esta combinação que esta barra de chocolate é considerada um alimento funcional, já que melhora certas condições de saúde. São conhecidas as propriedades do chocolate para reduzir a depressão, a tristeza ou a angústia, e ao que parece a coenzima Q10 potencializaria estes benefícios do cacau no cérebro.

O cacau é um alimento que contém substâncias como a teobromina, feniletilamina e cafeína, que ajudam a prevenir doenças degenerativas que afetam o cérebro. Por outro lado, é rico em potássio, fósforo, magnésio e polifenóis que evitam a oxidação das gorduras e melhoram a circulação do sangue. Segundo estes estudos, se recomenda consumir este chocolate entre as 12:00 e as 14:00 para aproveitar a energia que brinda.

Chocolate negro

Como conclusão, pode-se dizer que este chocolate é fonte de energia, antioxidantes e cumpre a função de tônico que reduz o cansaço físico e mental, além de aumentar os níveis de serotonina e endorfinas no cérebro. Por outro lado, se associa com um melhor desempenho cognitivo nas pessoas da terceira idade. Este chocolate pode ser uma alternativa natural para reduzir os sintomas próprios da pré-menopausa. Lembre-se que diante dos primeiros sintomas dessa etapa, você deve ir ao médico para ver as diferentes alternativas de tratamento.

De genciana, passiflora e salgueiro

Um dos remédios caseiros é à base de uma planta medicinal conhecida como genciana. Esta planta, especialmente suas flores, contém compostos que ajudam a superar os estados depressivos, especialmente quando se trata de uma depressão reativa, ou seja, uma depressão produzida como reação a uma perda, frustração ou fracasso.

Ingredientes

  • 1 colher de flores de genciana.
  • 1 litro d’água.
  • 1 colher de passiflora.
  • 1 colher de folhas de salgueiro.

Preparação

  • Deixe macerar as flores de genciana na água por 5 horas.
  • Depois disso, ponha para ferver junto do resto das ervas.
  • Deixe ferver e repousar por 10 minutos. Após o repouso coe.

Sugere-se beber esta decocção durante o dia todo em pequenas quantidades.

Além das propriedades da genciana para aumentar a vitalidade tanto a passiflora como o salgueiro também têm propriedades que agem contra os estados depressivos. A passiflora contém tirosina, que é um antidepressivo natural e o salgueiro, por sua vez, também tem propriedades antidepressivas.

É importante que você lembre que a depressão é uma doença que deve ser levada em conta, já que se não for tratada pode gerar complicações tanto para a sua saúde física, como emocional e social. Lamentavelmente a depressão é uma doença pouco compreendida e às vezes se pode confundi-la com um simples estado de tristeza, mas deve ser tratada. Para isso, o tratamento médico e psicológico é indispensável, que junto a um remédio natural e caseiro pode reduzir os sintomas da depressão.

2 suplementos para a depressão

De zinco

Uma investigação realizada no Daigaku Junior College e na Universidade Seitoku determinou que o suplemento diário de 7 mg de zinco (Zn) se relacionou diretamente com a diminuição da depressão feminina, assim como outros transtornos como ira, hostilidade e tristeza.

Detalhes do estudo

  • Foram recrutadas 30 mulheres jovens às quais se forneceu, aleatoriamente, um suplemento multivitamínico sem zinco e outro de iguais condições mas com zinco.
  • O estudo foi realizado em 10 semanas.

Resultados

  • Só as mulheres que receberam zinco como suplemento tiveram níveis plasmáticos altos de zinco e reduziram seu estado de depressão, tristeza ou ira.

Conclusões

  • Outros estudos similares confirmaram esses resultados.

De vitamina B8 ou inositol

Você já escutou falar alguma vez do inositol? Esta substância é também conhecida como vitamina B8 e se acredita que tem um papel fundamental na saúde mental e do sistema nervoso. É por isso que é preciso levar em conta que sua carência no organismo de qualquer um pode ser algo a se corrigir. Segundo uma investigação realizada em 1995 e outra em 2001, ambas nos Estados Unidos, o consumo adicional de inositol teve uma ação notável na hora de combater a depressão e mostrar evolução nas pessoas que foram tratadas nos estudos. Isto fala claramente de como pode ser perigoso o seu déficit.

Embora o consumo de inositol neste tipo de estudos se faz por via de comprimidos ou extratos, também é certo que se encontra em muitíssimos alimentos e é um remédio natural que se pode consumir em diferentes plantas e vegetais diversos. Estes são alguns dos alimentos ricos em vitmaina B8 ou inositol:

  • Melão (talvez um dos alimentos mais ricos nesta substância)
  • Laranja e outros cítricos
  • Banana
  • Frutos secos como as amêndoas e as avelãs
  • Feijão e legumes de todo tipo
  • Cereais integrais
  • Produtos de origem animal como o fígado
Melon

Como é possível ver, você pode levar uma alimentação rica em inositol sem nenhum tipo de problema. Por exemplo, você pode preparar um prato de feijão com berinjela (outra boa fonte), tomar um shake de laranja com banana e comer algumas amêndoas por dia. E assim você estará somando muito desta substância. Nem se fala se além disso você substituir as farinhas refinadas por integrais, algo que fará muito bem ao seu corpo.

Embora algumas fontes indicam que com a que gera o próprio corpo é suficiente, o inositol não deve faltar no seu organismo e, se você pode tomar algum suplemento adicional para experimentar contra a depressão, vá em frente. Obviamente, sempre consultando seu médico especialista, que será o ideal para te guiar neste caminho de superação da depressão.

Outros tratamentos contra a depressão

  • Recorra aos grupos de autoajuda. Embora os remédios caseiros possam ser uma valiosa ferramenta contra a depressão, ainda assim, você deve mentalizar em tratar de superar este problema. Tome consciência do que está vivendo e seja determinado em seguir adiante, mudando firmemente a atitude que está tendo. É que tudo começa com si mesmo. Por isso, eu te recomendo a autoajuda para combater a depressão, já que se você não enfrentar as situações com maior otimismo, será difícil que possa superá-lo.
  • Consuma alimentos ricos em serotonina. É verdade que a depressão é um problema muito comum e é muito difícil sair dela. Muitas vezes não só se baseia em adversidades concretas, mas vai além e influi na representação que você tem de si mesmo, o que te leva a se sentir inferior em condições e possibilidades. No entanto, o consumo de mais alimentos ricos em serotonina pode mudar radicalmente seu humor. Leve-os em conta!
  • Experimene a dançaterapia. O estado de ânimo é um fator muito importante, que fará que você veja a vida de um jeito positivo ou justamente o contrário. Uma depressão pode se tornar um profundo buraco do qual é difícil sair. Nesse caso, não há remédios milagrosos, mas é importante que você busque ao seu redor coisas que te façam se sentir melhor. A dançaterapia é uma delas. Nada mais energizante do que dançar. Se você gosta da dança, este será sem dúvidas o seu tratamento ideal.

Como você trata a depressão?

Gráfico da enquete: Como você trata a depressão?

Com medicamentos

19/21

Com remédios naturais

16/11

Com musicoterapia

5/18

Praticando ioga

4/17

Consumindo suplementos alimentares

14/14

Mantendo uma atividade física regular

15/8

Que remédio ou suplemento natural você consumiu?




Com que frequência você toma chá vermelho puerh?

Gráfico da enquete: Com que frequência você toma chá vermelho puerh?

Com medicamentos

-2

Com remédios naturais

5

Com musicoterapia

-13

Praticando ioga

-13

Consumindo suplementos alimentares

0

Mantendo uma atividade física regular

7

Tomo todos os dias

15

Tomo dia sim, dia não

-1

Tomo cada 2 ou 3 dias

3

Tomo nos fins de semana

1

Por que você toma?




Você já ouviu falar alguma vez da rhodiola?

Gráfico da enquete: Você já ouviu falar alguma vez da rhodiola?

Com medicamentos

19/21

Com remédios naturais

16/11

Com musicoterapia

5/18

Praticando ioga

4/17

Consumindo suplementos alimentares

14/14

Mantendo uma atividade física regular

15/8

Tomo todos os dias

16/1

Tomo dia sim, dia não

0/1

Tomo cada 2 ou 3 dias

3/0

Tomo nos fins de semana

1/0

Sim, é excelente

4/14

Sim, parece ser boa

6/2

Não, só descobri agora

6/8

Não, não conhecia nada dela

9/23

O que achou?




Você consumiria este chocolate para tratar a menopausa?

Gráfico da enquete: Você consumiria este chocolate para tratar a menopausa?

Com medicamentos

-2

Com remédios naturais

5

Com musicoterapia

-13

Praticando ioga

-13

Consumindo suplementos alimentares

0

Mantendo uma atividade física regular

7

Tomo todos os dias

15

Tomo dia sim, dia não

-1

Tomo cada 2 ou 3 dias

3

Tomo nos fins de semana

1

Sim, é excelente

-10

Sim, parece ser boa

4

Não, só descobri agora

-2

Não, não conhecia nada dela

-14

Sim

37

Não

1

Que outros alimentos você acha que são úteis?




Que alimentos ricos em inositol você consome?

Gráfico da enquete: Que alimentos ricos em inositol você consome?

Com medicamentos

19/21

Com remédios naturais

16/11

Com musicoterapia

5/18

Praticando ioga

4/17

Consumindo suplementos alimentares

14/14

Mantendo uma atividade física regular

15/8

Tomo todos os dias

16/1

Tomo dia sim, dia não

0/1

Tomo cada 2 ou 3 dias

3/0

Tomo nos fins de semana

1/0

Sim, é excelente

4/14

Sim, parece ser boa

6/2

Não, só descobri agora

6/8

Não, não conhecia nada dela

9/23

Sim

37/0

Não

1/0

Melão

32/11

Legumes

32/10

Frutos secos

30/13

Laranja

38/5

Banana

50/4

Outros

19/10

Algum outro?




IMPORTANTE: A missão do "Remédios naturais para a depressão" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

1 comentário no "Remédios naturais para a depressão"

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia
¡Carregando comentários!

vandeline nunes dos santos ...

PARABÉNS PELAS INFORMAÇÕES

0

4 de Jun, 2013 - 01:45:02

Escreva seu comentário sobre "Remédios naturais para a depressão"

Comente no Google+