Tipos de depressão e seus sintomas: aprenda a identificá-los e tratá-los

Conceito de depressão

Sabia que a depressão é uma doença? Existem diferentes tipos de depressão que podem afetar de forma drástica seu cotidiano. Descubra neste artigo quais são os tipos de depressão e seus sintomas mais comuns. Não deixe de ler!

Tipos de depressão mais comuns

A depresão é uma doença que afeta seu estado de ânimo, repercutindo diretamente nas diferentes áreas da vida, já que se caracteriza por sentimentos de tristeza, melancolia, apatia, falta de esperanças, etc. Não existe uma idade determinada para sofrer depressão, já que esta pode te afetar sendo criança, adolescente ou adulto.

Existem diferentes tipos de depressão e sintomas, os quais foram estabelecidos de acordo com a duração e a gravidade destes.

Depressão endógena

As causas da depressão endógena não estão nem um pouco claras, já que este tipo de depressão tem a particularidade de te fazer se sentir deprimid@ sem razão aparente ou um motivo que tenha desencadeado sentimentos de impotência, de desespero e frustração. Em termos médicos se trata de uma depressão biológica, já que se estima que sua origem pode ser genético, devido a desequilíbrios químicos no cérebro.

Depressão crônica

A distimia, também conhecida como depressão crónica, se caracteriza por te manter submerso num estado de desânimo, pesar ou tristeza na maioria dos dias em pelo menos 2 anos. É um dos tipos de depressão e seus sintomas mais comuns tanto em crianças como em adolescentes, tendo a particularidade de que em vez de se sentir deprimido se sentem irritáveis. Sua duração pode ser de pelo menos um ano.

Depressão infantil

Às vezes a escassa maturidade emocional e a falta de ferramentas para poder lidar com as próprias emoções faz que a depressão seja uma doença que atinge em grande medida a infância, afetando muitas vezes o desenvolvimento da criança. Como se pode saber se uma criança está deprimida?

Se você notar que uma criança, na maioria dos dias, durante certo período se mostra triste ou apresenta comportamentos que interferem nas atividades normais da sua vida diária, se isola, está irritável, agressivo, angustiado ou não mostra interesse por atividades que antes lhe divertiam, são sintomas de depressão infantil.

Depressão pós-parto

A depressão pós-parto é bastante habitual e costuma aparecer sem causa aparente, embora a medicina aponte que sua origem pode se dever à brusca queda dos níveis hormonais que costuma ter qualquer mulher depois de dar à luz.
Os sintomas mais comuns da depressão pós-parto são: tristeza, irritabilidade, fadiga, insônia, perda de apetite e ansiedade.

Depressão severa

Também conhecida como depressão clínica, este é um dos tipos de depressão mais graves, já que você pode sofrê-la uma só vez ou durante toda sua vida. Caracteriza-se pelo isolamento da pessoa e sua incapacidade para se desenvolver nas tarefas e atividades comuns da vida.

Quais são os sintomas de depressão maior? Os sintomas de depressão severa ou depressão recorrente tornam quase impossível trabalhar, estudar, dormir ou se alimentar com normalidade. Por outro lado, este tipo de depressão também não te deixará desfrutar das atividades que antes você gostava, já que agora não sentirá interesse algum por realizá-las.

Depressão bipolar

Este é um transtorno depressivo, também conhecido como depressão neurótica, é caracterizado pelo vaivém e as mudanças bruscas de ânimo extremos. Se você sofre de depressão bipolar, poderá notar que há dias em que está eufórica e cheia de energia e outros em que se sente totalmente deprimida.

Justamente, este vaivém de emoções é o que provoca na pessoa bipolar sintomas de depressão.

Depressão por um luto

Às vezes a perda de um ser querido pode desencadear sintomas de depressão maior: ansiedade, confusão emocional e negação. Embora o mais normal seja que o luto se elabore com o passar dos meses, algumas pessoas mostram uma maior dificuldade para seguir em frente, até o ponto de não saber como seguir com suas vidas.

No caso de que você tenha sofrido a perda de um ser querido e continue aflita durante um ano ou mais tempo, é provável que esteja caindo num poço depressivo ou desenvolva uma depressão recorrente.

Depressão reativa

Este tipo de depressão costuma ser provocada como consequência de um determinado feito: perda de um trabalho, de uma prova, fim do relacionamento, divórcio, morte de um amigo, mudança, etc. Todas estas circunstâncias podem desencadear uma corrente de emoções encontradas no seu interior, que te provoquem um alto nível de estresse que pode se traduzir em sintomas de depressão.

Depresión

O que fazer quando você tem depressão

Felizmente, hoje em dia existem diferentes alternativas para tratar os diferentes tipos de depressão, sendo muitas delas remédios naturais, suplementos alimentares, etc. O que é bom para a depressão? Descubra na seguinte lista.

  • Benefícios da jardinaria. Você encontrará razões mais do que suficientes para se tornar amante das plantas e do jardim, já que está comprovado que esta atividade age como antidepressivo natural.
  • Benefícios da rhodiola. Você descobrirá a incrível capacidade desta planta curativa, que é considerada um grande antidepressivo e energizante natural.
  • Benefícios dos ácidos ômega 3. Você conhecerá todos os benefícios que pode te oferecer este nutriente para aliviar os sintomas da depressão.
  • Música contra a depressão. Você vai conhecer qual é o gênero de música apropriado para aliviar os sintomas da depressão e que autores te convém mais escutar.
  • Alimentos ricos em serotonina. Você conhecerá quais são os alimentos ricos neste nutriente, que podem te ajudar a combater alguns sintomas da depressão, como a insônia.

Quando você sofreu sintomas de depressão?

Gráfico da enquete: Quando você sofreu sintomas de depressão?

Ao perder um trabalho

11/5

Ao perder um ser querido

16/0

Depois do fim de um relacionamento

10/0

Depois de me mudar de cidade

3/5

Depois de ter um bebê

5/2

Quando era criança

6/1

Quando era adolescente

5/1

Como você tratou a depressão?




IMPORTANTE: A missão do "Tipos de depressão e seus sintomas: aprenda a identificá-los e tratá-los" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Tipos de depressão e seus sintomas: aprenda a identificá-los e tratá-los"

Comente no Google+