A psoríase é contagiosa? Conheça as causas desta doença

Tipos de psoríase e os melhores remédios

Alguma vez você escutou que a psoríase é contagiosa? Quer saber se é verdade ou não? Você só tem que ler este artigo, onde também encontrará os melhores remédios para a psoríase.

A psoríase vulgar é uma doença inflamatória da pele que produz surtos em diferentes partes do seu corpo. Já se perguntou como saber se tenho psoríase? Continue lendo para conhecer um pouco mais sobre este problema.

A psoríase se contagia?

É uma crença bastante comum que a psoríase é contagiosa, mas não é assim. A psoríase não se transmite entre pessoas, portanto não é contagiosa.

Muitas pessoas acreditam que a psoríase se contagia por seu aspecto, já que há outras doenças como a varíola que produz surtos na pele que são sim. Então lembre-se, se alguém te diz que a psoríase é contagiosa está enganado, já que não é uma doença infecciosa, mas sim uma inflamatória autoimune, com origem no sistema imunológico.

Ainda não foi possível determinar as causas da psoríase, no entanto se sabe que se produz devido ao mau funcionamento do sistema imunológico. Este provoca que os queratinócitos (a última capa da pele) cresçam mais do que o normal, provocando o que se conhece como placas psoriáticas.

Como começa a psoríase

Você já sabe um pouco mais sobre por que se produz a psoríase, mas isso não é tudo. Esta doença se produz quando se combinam diferentes fatores: ambientais e genéticos. Isto quer dizer que você guarda em seus genes a predisposição para sofrê-la, mas também deve existir um fator desencadeante que a desate, como o estresse, traumatismos, infecções, mudanças climáticas ou o uso de certos medicamentos.

Os sintomas da psoríase podem aparecer lentamente ou de forma repentina, além disso podem ir e voltar em diferentes períodos de tempo. Manifesta-se com o surgimento de lesões cutâneas de cor avermelhada e cobertas por escamas brancas. Seu tamanho e forma variam, podem ser muito pequenas ou de grande extensão. Geralmente aparecem nos joelhos, costas, cotovelos, unhas, virilha e couro cabeludo. Também se produz a descamação destas partes da sua pele, razão pela qual a psoríase na cabeça pode se confundir com a incômoda caspa.

Outros sintomas comuns são a modificação na cor das unhas (ficam amarelas) e também na grossura (se tornam mais grossas do que o normal). Se você sofre de psoríase nas mãos, fique atento a suas unhas, já que é possível que também se estenda a essa área.

A aparência que esta doença dá a pele causa muita incomodidade, principalmente a psoríase no rosto, mas a que aparece em braços e outras partes do corpo também o fazem. Isto leva qualquer pessoa que a sofre a buscar remédios para a psoríase, além da incomodidade que produzem.

Por outro lado também há diferentes tipos de psoríase: leve (cobre 2% ou menos da pele do seu corpo), moderada (cobre de 2% a 10% da sua superfície corporal) e a grave (cobre mais de 10% da sua pele). Os cremes para a psoríase na pele costumam ser recomendados para a leve, mas à medida que a gravidade aumenta é recomendável começar com outro tipo de tratamento de psoríase.

Como eliminar a psoríase para sempre

Embora a medicina para a psoríase tenha dado grandes passos durante os últimos anos, ainda não se encontrou uma cura definitiva, razão pela qual se diz que a psoríase não se cura, mas sim melhora. Há uma série de conselhos que você pode seguir para lidar com esta doença, como por exemplo: tomar sol de forma prudente (uns 20 minutos por dia), manter sua pele umectada, evitar situações de estresse ou levar adiante uma dieta para a psoríase.

Também há uma série de tratamentos que seu médico te recomendará, entre os quais se encontram as águas termais, os tratamentos locais com cremes e a fototerapia. Escolher o melhor tratamento para a psoríase está nas mãos do seu médico, mas sempre trabalhará de forma conjunta com você para encontrar o que melhor vá com seu tipo de doença.

Você pode combinar a medicina tradicional com algum tratamento natural para a psoríase entre os quais se destacam o uso de óleo de alho, flores de Bach e aloe vera.

Você até pode elaborar um creme caseiro para psoríase combinando um abacate, meia xícara de infusão de camomila e uma colher de óleo de coco, processe todos os ingredientes e já pode usá-la. Você só deve aplicar nas áreas onde aparecem os surtos e notará que os sintomas se acalmarão rapidamente.

Outros tratamentos para doenças da pele

Você já conhece tudo o que é bom para a psoríase, agora só deve ir ao médico diante de qualquer outra dúvida e para começar seu tratamento no caso de estar atravessando por um surto. Há vários remédios caseiros para a psoríase, mas não é a única doença da pele que pode ser tratada dessa forma.

  • Candidíase cutânea. Produzida a partir de um fungo, esta doença infecciosa produz coceira e erupções cutâneas. Consumir probióticos, levar uma dieta adequada e experimentar remédios homeopáticos são algumas das formas de se livrar dela.
  • Manchas escuras. Se estas manchas te incomodam, experimente remédios de limão, cebola, vinagre ou leite. Com seu uso diário, você verá como irão clareando.
  • Staphylococcus aureus. Esta infecção, causada por bactérias, ataca quando você tem as defesas baixas, razão pela qual modificar sua dieta é a melhor forma de se livrar dela, incorpore alho, cúrcuma e algas neem para recuperar sua pele de sempre.

Você sofre de psoríase?

Sim

2/0

Não

3/1

Não tenho certeza

2/1

Algo que você gostaria de recomendar sobre a psoríase?




Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "A psoríase é contagiosa? Conheça as causas desta doença"

Comente no Google+