Cloreto de magnésio para os rins: sim ou não?

A insuficiência renal e as infecções urinárias marcariam a diferença

Por um lado se diz que o cloreto de magnésio está contraindicado para quem sofre de cálculos renais, mas por outro se afirma que ajuda a eliminá-los. Descubra para que casos é bom e em quais casos não é recomendável.

O cloreto de magnésio se tornou atualmente um dos suplementos alimentares mais consumidos. É quase impossível negar os benefícios nutricionais e medicinais que este suplemento maravilhoso pode proporcionar à saúde do corpo humano. Mais do que comprovados estão os transtornos à saúde que traz junto a deficiência de magnésio no organismo. O cloreto de magnésio tem um papel fundamental no tratamento de diferentes afecções provocadas por esse déficit, ao ser a melhor forma em que o corpo humano aceita o magnésio de forma sintética.

Mas é claro que assim como se atribuem a ele uma grande quantidade de propriedades medicinais, também se imputaram a ele, até o momento, 2 contraindicações: uma delas é a de provocar cálculos nos rins.

Paradoxalmente, um dos benefícios que se destacam do cloreto de magnésio é a ação terapêutica que exerce ao impedir que o oxalato de cálcio se acumule nos rins formando cálculos. Como prova disso, o estudo médico que se realizou na Universidade Central de Maryland, nos Estados Unidos.

Por que se diz que o cloreto de magnésio pode formar cálculos nos rins?

O magnésio e o cálcio são dois minerais muito importantes para o corpo humano e se distribuem no organismo em quantidades diferentes. Quando a relação cálcio-magnésio se desequilibra a favor do cálcio, ou seja, que há maior quantidade de cálcio no sangue do que o devido, se ocasionam transtornos de diversa índole. Um deles é a insuficiência renal por calcificação nos rins devido à formação de cálculos ou pedrinhas de cálcio nos rins.

Quando o magnésio pode formar pedras nos rins?

A Bacharel em Ciências Químicas Ana Maria Lajusticia cita em seu livro O Magnésio, chave para a saúde, que é muito raro que o magnésio cause cálculos nos rins, só poderia ocorrer em duas situações:

  • Em um tratamento excessivo de magnésio em uma pessoa com insuficiência renal.
  • Quando se teve uma infecção urinária com formação de pedras nos rins, um aporte de magnésio em grandes quantidades pode facilitar a formação destes.

Como pode ocorrer um excessivo consumo de magnésio?

No caso de que uma pessoa sinta que tenha deficiência de magnésio, ao querer recuperar o nível necessário, se exceda na dose a consumir diariamente, sem saber que já tem insuficiência renal.

Todos os casos são iguais?

Não, é preciso prestar muita atenção no seguinte caso: se a pessoa tem pedras nos rins e além disso sofreu uma infecção urinária, se deve evitar consumir magnésio em excesso. Por outro lado, se o indivíduo tem cálculos mas não teve infecção urinária, se pode administrar e se usa como tratamento a ingestão de magnésio.

Por esta causa, sempre é aconselhável consultar o médico e solicitar a ele que realize uma análise de sangue e de urina para ver se existe infecção.

Na França se realizaram estudos em que se comprovou que ingerir 300 mg de magnésio por dia ajuda a estabilizar a litíase e o desaparecimento dos cálculos. Foram feitas comprovações através de raios X. Para estes tratamentos serve qualquer preparado iônico de magnésio: pode ser cloreto, carbonato, óxido ou hidróxido.

Neste vídeo você verá como pode preparar o cloreto de magnésio para tomar e se beneficiar das suas propriedades.

Resumindo, o cloreto de magnésio só pode ser nocivo para a saúde dos seus rins no caso de que você sofra de insuficiência renal, sobretudo se você teve recentemente infecção urinária. Não quer dizer que você não pode tomar nada de magnésio, mas sim que deve consumi-lo em baixas doses. Sempre é recomendável consultar o seu médico.

Você já tomou cloreto de magnésio para tratar os rins?

Gráfico da enquete: Você já tomou cloreto de magnésio para tratar os rins?

Sim, me fez muito bem

226/104

Não, não tomei

36/122

Vou tomar

136/12

Conheço gente a quem lhe fez muito bem

125/27

Conheço gente a quem lhe fez mal

33/85

Sim, mas me fez mal

44/77

Como você o consumiu?




IMPORTANTE: A missão do "Cloreto de magnésio para os rins: sim ou não?" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

48 comentários no "Cloreto de magnésio para os rins: sim ou não?"

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia
¡Carregando comentários!

Luciene ...

Boa tarde,minha mae tem insuficiência renal,nao faz hemodiálise e urina muito bem. Ela tem problemas serios de coluna e artrose,gostaria de saber se pode tomar o cloreto de magnésio,pq em alguns sites,fala-se ser contra indicado para insuficiêmcia renal em hemodialise,entao penso eu se quem nao faz ,poderia tomar o magnésio?

0

3 de Jul, 2015 - 14:50:53

Maria Hotomira Ribeiro Honorio ...

Hum rins naõ funciona, o outro só tenhe 40%, posso tomar Cloreto de Magnesio....

1

9 de Abr - 23:18:56

amauri russo ...

Boa noite.
Tenho IRC, minha creatinina esta a 3.2
Tenho um rins só, ele funciona aprox. 25%.
Tenho pressão alta, diabetes e problemas na coluna.
Posso tomar o cloreto de magnésio.
OBRIGADO.

Att..

AMAURI RUSSO

0

1 de Ago - 03:13:35

Marina ...

Vou fazer o uso para calculo renal.

0

29 de Jun, 2015 - 21:10:10

adelires ...

estou tomando o cloreto de magnesio e me sinto bem, minhas pernas estavam rochas e muito debilitadas, hoje estão 50% mais clara, com a circulação melhor, e parei de tomar medicação para dor. Vou fazer novos exames após o uso do cloreto e posso dar novos depoimentos.

0

30 de Out, 2014 - 00:18:01

WALTER PEREIRA DE SOUSA ...

33 grama de cloreto P.A, em um litro e meio de água, TOMO DUAS VEZES POR DIA MEDIDA DE UM COPINHO PEQUENO DE CAFEZINHO.
REGULOU MINHA PRESSÃO, E DORES NO CORPO, MAS PARA QUEM NÃO QUER TOMAR PODE COMPRAR O ÓLEO DE CLORETO E USAR EXTERNAMENTE PARA DORES .

0

30 de Ago, 2015 - 23:00:24

jussara ...

Preciso de informações a respeito de cálculo renal.Estou em crise,não tenho plano de saúde e o diagnóstico preciso através do PSF,demora muito.Na UPA fui medicada,mas o tratamento,não pode ser feito lá. Preciso de ajuda,há mais de 11( onze) meses fui diagnosticada como hipertensa e até hoje não consegui consulta com um cardiologista.E agora estou com essas dores insuportáveis. Por favor me ajudem.

0

6 de Dez, 2014 - 03:38:35

WALTER PEREIRA DE SOUSA ...

Ola bom dia JUSSARA, eu utilizo o cloreto de magnésio P.A., a seis meses, ja tirei o remédio de pressão o cloreto regulou minha pressão hoje tenho pressão de 8x12, minha mulher tinha arritmia cardíaca, hoje esta curada trocou o remédio caro , pelo cloreto de magnésio (suplemento alimentar), vc vai ver mais informações do uso do cloreto de magnésio com DR ALAIR RIBEIRO ele é palestrante e cardiologista defensor do uso do cloreto, pesquise na net ok .
tem mais de 11 mil citações cientificas no google dizendo que o cloreto de magnésio é bom para arritmia cardíaca ele cura .

0

28 de Mar, 2015 - 15:25:51

WALTER PEREIRA DE SOUSA ...

se vc tem problema para tomar, pode usar externamente o óleo de cloreto de magnésio tem um efeito melhor ainda compra em farmacia de manipulação.

0

30 de Ago, 2015 - 23:11:20
Veja mais comentários (38)

Escreva seu comentário sobre "Cloreto de magnésio para os rins: sim ou não?"

Comente no Google+