Bolsas em crochê

Bolsas tecidas de crochê

As bolsas tecidas em crochê têm muitíssimas aplicações, tanto para levar o que você precisar para a praia, como para o trabalho ou para que te acompanhe na sua rotina diária. Eva María Torres, da DeLabores, te explica como tecer uma bolsa em crochê. Tente, é muito simples!

Bolsa azul

Pontos utilizados:

  • Ponto falso ou corrido
  • Ponto baixo
  • Ponto alto
  • Ponto alto duplo

Começar com uma correntinha de 50 pontos.

Subir com 1 ponto baixo a partir do segundo ponto contando a partir da agulha de crochê e trabalhar o diagrama 1.

Atenção! Neste diagrama estão os pontos altos duplos, só no lado esquerdo.

Trabalhar 2 voltas em ponto baixo, mudar para pontos altos 3 voltas, 2 voltas em ponto baixo.

Mudar para ponto fantasia, fazendo as repetições até chegar a 21 cm.

Mudar para o diagrama 2. 1 volta de correntinhas, pontos baixos e pontos altos. 4 voltas de ponto baixo.

Para o lado de trás da bolsa subir com um ponto falso no início da frente e trabalhar em ponto baixo duas voltas, mudar para ponto alto fazendo as repetições até chegar no final, 4 voltas de ponto baixo. Fazer de acordo com o diagrama 3. A 23 cm a partir do começo, arrematar.

Para as laterais:

Prender a agulha de crochê com ponto falso 2 cm para cima a partir da base da bolsa, de maneira que você ocupe outros 2 do outro lado, em total 4 cm (ver detalhe) e trabalhar o diagrama 4 em ponto baixo, durante 21 cm (21 2=23 o comprimento total). Fazer o outro lado igual.


Unir as laterais com as dianteiras. E fazer a asa.

Fazer uma correntinha de 7 pontos. Trabalhar em ponto baixo, pelo comprimento desejado e uni-la à bolsa.

Outras formas de fazer bolsas tecidas em crochê:


Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Bolsas em crochê"

Comente no Google+