O que são os anjos ou seres de luz?

Viver entre vislumbres eternos

Esta divulgadora espiritual argentina - mestra de Reiki e Chi-Kung - é também uma experiente canalizadora que frequenta e vislumbra diversos Seres de Luz. Nesta entrevista, detalha experiências, vicissitudes, alegrias: enfim, tudo sobre o seu desenvolvimento espiritual.

Carmelo Urso: Graciela, muito obrigado pela sua abertura e sua confiança. Para os leitores e leitoras que não saibam no que consiste a experiência espiritual da canalização, poderia descrever sua vivência pessoal deste processo? Precisa efetuar algum rito pré-estabelecido para levá-la a cabo ou acontece de maneira espontânea? Pelo que você viveu, poderia dizer que qualquer um pode canalizar ou são necessárias faculdades especiais para isso?

Graciela Dattoli: Desde criança eu sentia e via as Energias. Muitas vezes recebia informação sobre algo que no cotidiano eu me perguntava, e sentia na minha cabeça a resposta como se estivesse lendo um livro. O processo era tão natural, que nessa idade pensava que todos o experimentavam. Com os anos comecei a ser mais reservada nos comentários, e passava muitos momentos sozinha, desenhando, conversando e até às vezes brincando com os Elementares e Energias Angélicas. Em outros momentos, cantava em línguas, e eu adorava. Soava muito lindo!

Hoje em dia, continua sendo espontâneo meu contato. Pergunto muitas coisas em voz alta; sou observadora do que me rodeia, e vou além do aprendido convencionalmente. Gosto da ciência, e quando estou vendo algo, e faço uma pergunta em voz alta, sempre recebo uma resposta que escrevo para não esquecer. "Adoro fazer isso"! Desse jeito, recebi informação sobre como construir certos aparelhos de cura. Diariamente trabalho com meu Ser, mas quando me sinto "emperrada", pergunto. Cheguei, com gravador na mão, a fazer as perguntas da mesma maneira que fazem as pessoas que vêm para buscar mensagem, e em seguida quando as escuto de novo e de novo, me apoia demais, dando clareza ao processo que estou passando. Há também ocasiões em que me aparece um Ser de Luz, me dizendo primeiro o nome para que o possa identificar e me fala, em línguas (Irdin, ou idioma Universal). Isto explica por que na minha página há tantas mensagens variadas.

Antes de atender alguém ou antes de ditar alguma Oficina ou Seminário, medito para centralizar minha energia. Métodos existem muitos, cada um tem que escolher com qual mais se sente cômodo.

Todos os Seres Humanos formamos parte do Universo e estamos capacitados para interagir com as diversas dimensões; de fato o fazemos sem tomar consciência disso. Nosso cérebro funciona como uma antena e o Universo ferve de vida. Do primeiro que se toma consciência é daquilo que se chama "intuição", e não é outra coisa que canalizar nosso próprio Ser, nosso Guia.

Eu te diria que a preparação é o "ir dentro"; os estímulos externos, experimentar só o cotidiano, nos distancia. O Ser Humano é Essência e Matéria: é por isso que se durante o dia não se toma alguns minutos, para sentir algo tão simples como a respiração, acalmar os pensamentos, falar em voz alta com o Ser Interno e com a Divindade, só se continuará forçando uma forma de vida com insatisfações. O Ser que se reconhece a si Mesmo é o que Ama e entende o outro, porque primeiro o sentiu em Si. E a partir daí se entra em sincronia com o Universo, e se pode sentir com total clareza que não estamos sós. Mais do que isso, cada ser humano, saiba disso ou não, está acompanhado do seu Guia e seus Anjos, que formam parte do mesmo Ser.

A partir desse ponto se pode começar a escutar (canalizar). Hoje em dia, há muitos que canalizam seu Ser Interno, e como os humanos precisamos colocar rótulos, se menciona essa Energia de alguma maneira. Outros já vieram com a tarefa de canalizar para que se conheça - através do canal - o que muitos Seres de Luz querem que se saiba, em apoio à aprendizagem e evolução do Ser Humano.

Carmelo Urso: Particularmente, a quem você chama Seres de Luz? São personalidades que fluem em dimensões diferentes da nossa ou estados subjetivos de consciência que experimenta o canalizador? Como e quando você sabe que a informação que te proporcionam é confiável?

Graciela Dattoli: Chamo Seres de Luz a todas aquelas Energias que estão e estiveram em apoio à humanidade e ao Planeta. Algumas são pura energia; se percebem só como Luz, muito intensa e com cores que as identificam, outras vezes têm formas. Muitos dos que estão em apoio de dentro e fora da Terra têm forma humana. A Energia de Jesus e Maria é linda em toda a sua expressão, e gera muitíssima paz! A Energia Angélica é pura Luz (aliás, não tem asinhas).

Uma afirmação que pronuncio diariamente é: "Eu sou um Ser de Luz, e me conecto com todos aqueles Seres de Luz que quiserem através de mim dar sua mensagem". Já aqui estou dando a informação de que só Luz estou disposta a receber. E o sinal é que quando chega a informação, me invade um Amor, uma paz, e uma alegria que me reafirmam que não há nada negativo. Lembro que em uma oportunidade, comecei a receber informação catastrófica, me dando lugares e os fatos do que ia acontecer. Não era um Ser de escuridão: simplesmente, costumava dar essas mensagens. Agradeci, mas lhe informei que esse tipo de mensagens não era o que eu costumava pedir. Não cotribuía para o meu crescimento Interno e me senti incômoda. Ali te marca seu coração, seu sentir que é positivo ou não para o processo evolutivo. Não serve para nada previr o futuro, quando este pode mudar com o nosso libre-arbítrio.

Muitas vezes, recebo informação, relacionada com a ciência ou a biologia. A primeira coisa que eu faço é buscar o que se descobriu sobre o assunto em páginas web científicas. O engraçado é que quando duvido de algo, se ocupam de me mostrar de maneira tangível, ou através de alguém que me comenta do assunto, ou de um sinal, que me leva a dizer “por que eu desconfio?”. Como humanos sempre duvidamos; um dia, Auden (meu Guia Espiritual) me disse que a dúvida afasta o Ser de Si mesmo.

Carmelo Urso: Certas doutrinas espirituais negam a existência do Mal, já que se Deus é o Bem absoluto nada danoso poderia ser derivado dEle. Nesse contexto, o Mal consistiria em um estado de percepção, totalmente fabricado pela nossa consciência, enfrascada na tarefa (impossível e ilusória) de se separar do Um infinito. Você compartilha esta visão de Deus ou pessoalmente teve que lidar com Seres das Trevas? Alguma entidade não confiável tentou pegar carona nas suas canalizações? E se isto acontecesse a alguém novato neste tipo desta vivência espiritual, o que você recomendaria que fizesse?

Graciela Dattoli: Eu vou te responder com base na minha experiência, a conexão com o Amor da Grande Energia Criadora, não importa que nome você coloque, me eleva a uma vibração de Luz, a um sentimento Grandioso de Alegria, paz, Amor. Em todos estes anos, sempre senti nos meus contatos o respeito, a doçura, clareza, Pensamentos Elevados. Tão sutilmente e com grande cuidado da minha pessoa, me explicaram meus enganos humanos, até nos meus piores momentos; a presença das Energias fizeram vibrar minhas células em um Amor de tal magnitude, que choro de alegria e agradecimento.

O medo é uma vibração tão densa, que só provoca escuridão, solidão, desassossego, alimentando a outra polaridade da existência.

Ninguém é novato; nascemos na Luz, só que com os anos nos esquecemos quem somos, ou de onde partimos. Por isso sinto que é tão importante para qualquer um de nós reconhecer nossa identidade; só o exercício diário de meditar nos enche com Amor, Paz r Harmonia. Quem sabe naturalmente não buscamos nos sentir bem? Há livre-arbítrio, para que cada um escolha como que se sentir.

Carmelo Urso: Alguns canalizadores trabalham com uma só entidade; no seu caso, você trabalha com várias: Padre Pio, Kutumi, Auhim, Euclides de Orion, entre outros. Como você explica esta variedade de fontes? O canalizador é escolhido por um ou vários seres interdimensionais para fungir como veículo da sua mensagem ou tem livre-arbítrio para canalizar a entidade ou entidades da sua preferência?

Graciela Dattoli: Somos Seres Interdimensionais; as dimensões interagem com a nossa quando você as sintoniza; delas você capta informação, como o dial do seu rádio. Obviamente que nem todos experimentam este procedimento desta maneira. Alguns canalizadores se sentem afins a uma determinada Energia, mas isso não impede que seja a única que possam canalizar.

Quando estou nas minhas meditações, ou em determinada vibração, nem preciso falar que levo minha intenção elevada, começo a sentir a presença de alguma determinada Energia. Outras vezes surge de maneira espontânea.

Talvez os exemplos sejam mais claros.

Na minha primeira ida a Aurora, centro Energético localizado em Salto, Uruguai, na noite anterior à viagem, estava preparando o jantar e senti do meu lado uma presença, alta, com barba branca, uma túnica marrom, com cordão na cintura, e comecei a cantar em latim; era maravilhoso o que sentia das palavras, e me diz: "Sou o Padre Pio: farão uma viagem em Paz e Harmonia".

Eu te esclareço que, primeiro, não fazia tradução literária das palavras: latim não sei, e logo, até esse momento, desconhecia que no lugar ao que eu ia havia um altar do Padre Pio.

Você sabe, no nosso Universo, há muito mais do que podemos chegar a imaginar, a gente forma parte dEle. Ninguém te digita se você não permite. Os Seres de Luz buscam seres canais, para que se saiba a mais genuína das verdades para apoiar nossa evolução – tanto a do planeta como o equilíbrio Universal.

Carmelo Urso: Quem é Auden? Quando e como chegou à sua vida? Como você descreveria sua energia?

Graciela Dattoli: Auden é meu Guia. Embora desde bem menina eu estivesse recebendo informação, foi quando estava dando aulas de Chi-Kung, que parava diante de mim um Pleyadiano, Abul, e me apoiava me dizendo que movimento precisava cada pessoa nesse momento e que parte do seu corpo estava afetada. Também às vezes me transmitia algum exercício para realizar. A partir dessa experiência comecei a pedir respostas aos meus Anjos.

E é que de noite até a manhã eu fiquei dando aulas de Chi-Kung e Reiki. Meus estudos tinham sido - inicialmente - de Biologia, e de Martillera e nessa época estava trabalhando em uma imobiliária. Precisava de respostas sobre aquela tarefa que tinha "surgido" repentinamente. Além disso, começaram a me chamar de outros estabelecimentos para ditar as aulas; não entendia! No entanto, eu me deixei levar por isto novo que surgia, e me dediquei de corpo e alma àquilo.

Um dia se manifestou uma Energia de uma Luz imensa (Kryon) e sentí claramente: “Conecte-se com seu Guia”. Pedi em voz alta essa conexão; durante a mesma semana, ao chegar na casa de uma amiga, a primeira coisa que me disse ao abrir a porta é que tinha se conectado com seu Guia através de uma canalizadora. Quando eu fui vê-la, recebo na mensagem o nome de Auden como meu Guia. E aí, Auden e Aloma, outro Ser Guia, me explicam que estava nessa tarefa, porque era o que vinha fazendo desde vidas anteriores e nesta continuava esse trabalho com as pessoas que chegavam até mim. A única coisa que me restou dizer foi “aceito”!

Desde entãon, compartilho minha vida com Auden, um Ser de conexão, de muitíssimo Amor, e sobretudo, de muita paciência comigo, hehehe. Auden me acompanhou durante muitas vidas e me leva dentro da sua energia, para que possa ir fazendo aberturas na minha própria evolução, apoiando minha experiência de vida, e a experiência das pessoas que vêm para a consulta. Dou obrigado por poder experimentar isto!

Carmelo Urso: Em um texto no qual você canaliza a Virgem, ela nos insta a não vê-la como um ente superior a nós; pelo contrário, nos convida a dialogar de igual a igual com ela. Que impacto teve na sua Vida esta experiência? E, pelo que você teve que viver, é possível dialogar de igual a igual com Deus?

Graciela Dattoli: Devemos reconhecer nossa própria Divindade para que Jesus e Maria possam se manifestar através de nós. A Virgem formou parte da humanidade se consagrando através do Amor, e quer que reconheçamos isso, para que o vínculo seja direto com sua Essência. Sua vibração é a da mais Pura Luz.
O que entendi com a mensagem é que se continuamos tão separados do Divino, como nos poderão apoiar os Seres de Luz? Deposita-se neles os pedidos, mas está em nós resolvê-los. Ao ser Energias de tão alta frequência, nos acompanham assim que estabelecemos a conexão. Trascendamos nossos velhos conceitos, tantas limitações, rótulos, tantos temores, e poderemos sentir a Unicidade.

Deus é muito MAIS do que nos mostraram e nos mostram. Quando nos liberamos do temor a Deus, que nos foi inculcado, sentimos Seu Amor e o dialógo flui. E como !
Por que não tentam?

Carmelo Urso: Em outra das suas mensagens, você fala da morte nestes termos: “A morte é só o desprendimento de matéria. Quando um ser desencarna se libera de tudo aquilo que não lhe permite continuar vendo e sentindo, porque não se deu a força para unir sua materia à sua essência e decide ver as aprendizagens de outro plano mais sutil.” O que você tem a dizer aos leitores e leitoras que temem a morte?

Graciela Dattoli: El Ser é eterno. A fisicalidade é o traje que a gente coloca para estar neste planeta. Na morte se volta a ser Energia. Do outro lado do véu há uma festa. Sim, há uma verdadeira celebração quando passamos para o "outro lado."

Baseando-me sempre nas minhas experiências, conto isto porque sinto que poderá ajudar muitos que temem a morte ou a perda de um ser querido.

Em uma oportunidade, oferecia uma sessão de Reiki a uma doente terminal; de repente, a percebi entrar em um Túnel de Luz. Era como um grande corredor no qual de cada lado havia uma coluna de Anjos, cantando as mais belas canções. Sentia-se tanta alegria! No fundo do Túnel vi a imagem da Virgem Maria vestida de branco; atrás dela, havia um grupo de Seres que senti como da família, os quais já tinham desencarnado anteriormente. Então, a alma da senhora me disse: "Diga à minha filha que já estou bem e que estão me esperando". Abri os olhos emocionada pela experiência e a filha que estava do lado da cama me olhou e me disse: "Viu a Virgem?"
Duas horas depois morreu, a senhora transcendeu este plano em paz.

Sem fazer apologia da morte, saibam que os que nos deixam estão na Luz, porque são Luz e voltam a esse estado.

Com relação a essa senhora, dias depois recebemos dela uma mensagem de agradecimento por tê-la ajudado a desencarnar, e por espalhar suas cinzas na natureza, neste caso, o mar. E nos deixou encomendado que disséssemos: "Não é necessário deteriorar o corpo físico para desencarnar. Liberem o medo da morte".

O presente mais lindo que podem dar a qualquer pessoa que esteja prestes a morrer é ajudá-lo a pasar para o outro lado do véu, seja através da oração, Reiki, uma meditação, o que você quiser. E passado o momento emocional do luto, se alegrar por esse ser que está de volta ao "Lar".

Carmelo Urso: Em uma das suas canalizações, Auden, seu guia, emite as seguintes considerações sobre a culpa: “A culpa é algo inexistente, gerada pela humanidade para poder governar sobre o livre-arbítrio dos outros. Desta maneira, o Ser, não encontrando resposta para uma situação determinada, gera culpa em vez de dilucidar o porquê de cada experiência que vive”. Como você fez para atenuar ou dissipar a culpa na sua vida? O que recomenda ao leitor ou leitora cuja existência cotidiana transcorre constrangida pela culpa?

Graciela Dattoli: Na minha vida, quando me ocorrem situações que não me agradam, passado o primeiro momento de ira, e quando começo a compreender o que me mostrava essa situação, trato de não julgar, não me julgar. Pergunto ao meu Eu Superior: "O que devo saber com relação a isto que me aconteceu ou que está me acontecendo?".

Se continua a ira, uso HoOponopono, ("Eu sinto muito e te Amo, eu sinto muito e te Amo"), técnica havaiana, implementada pelo Dr. Ihaleaka Hew Len.

Porque esse Ser que está me mostrando algo, cruzou o meu caminho, precisamente porque eu precisava experimentar isso. O acaso não existe.

Estamos muito acostumados a não nos nos responsabilizarmos pelos nossos problemas; daí a mensagem:

"Desta maneira, o Ser, não encontrando resposta para uma situação determinada, gera culpa em vez de dilucidar o porquê de cada experiência que vive. "

Carmelo Urso: Em uma das suas mensagens, lemos que a Alma é a força geradora do Ser. Qual é então a força geradora do medo, a culpa e o ódio – o oposto ao Amor, aloSer? É uma força real ou é uma ilusão de força?

Graciela Dattoli: Quando um Ser gera medo, é porque não pôde enfrentar sua própria verdade, não se conecta com o positivo, não cultiva a harmonia e a paz.

Muitas vezes, o medo nos conduz ao conhecimento de Si Mesmo, porque isto o leva direto a resolver seu próprio plano, e ali se experimentará a conexão com a segurança, deixando o sentimento de medo, que não é outra coisa que dar forças ao negativo, para não realizar determinada ação.

Geramos medo ao que não conhecemos e isto nos leva só a nos desvalorizarmos. As pessoas com medo se paralisam, e podem ser manipuladas com facilidade.

Os Seres Humanos temos dois sentimentos básicos que se manifestam a nós diariamente: o medo e o amor. Quando nos conectamos com o medo, estamos afastados da nossa divindade.

Tem um exercício que li das canalizações de Kryon que eu adorei! Quando aparece a sensação de medo, devemos dizer:

"Medo, eu te reconheço, mas você se senta no banco de trás, porque agora quem dirige sou Eu."

Com isto você está tomando o controle a partir do Divino que é. Na medida em que se está conectado com a própria revalorização, o medo desaparece.

Carmelo Urso: Você compartilha, junto com outras pessoas, a experiência de frequentar as Cidades Intraterrenas. Em que consistem? Para ter acesso a estas urbes metafísicas, é preciso chegar a um portal ou lugar determinado? Ou se pode entrar nelas na base da intuição, sem importar o ponto geográfico onde a gente se encontre?

Graciela Dattoli: Estas viagens que realizamos estão dadas principalmente por um chamado. Até agora, as pessoas que me acompanharam têm uma preparação prévia. Estas cidades estão em outra dimensão, embora muitas delas sejam físicas. Não se pode chegar ali por simples curiosidade ou turismo.

O que costuma acontecer é que estando no lugar, nossos Irmãos Intraterrenos vão nos guiando para o que precisamos saber.

Aquele que sinta o desejo de ir aos lugares energéticos destes centros intraterrenos, pode fazê-lo, viajando até a região que já é conhecida e perceber a energia do lugar, fazendo meditações nos mesmos.

Embora haja portais e acessos físicos, estes se encontram em outra frequência vibratória. Você também pode pedir ser levado em sonhos. Nem sempre será consciente da lembrança, mas seu Ser Interno conservará a informação desta experiência.

Carmelo Urso: Hoje em dia, você atua como monitora de vários seminarios e oficinas. Explique aos leitores ibero-americanos em que consistem essas atividades; onde você as dita; através de que via podem entrar em contato, etc.

Graciela Dattoli: Os seminários, oficinas e meditações canalizadas ao vivo, eu realizo principalmente em Mar del Plata, Argentina, onde moro. Costumo viajar, quando é necessário, para outras cidades do país e países limítrofes. Podem entrar em contato comigo através do meu site: www.auden.com.ar

Carmelo Urso: Há alguns dias, em uma enquete, eu fiz aos leitores esta mesma pergunta que agora eu te faço: “O que é deus para você?”.

Graciela Dattoli: É uma Grande Energia Criadora, que cria e continua criando. Sua qualidade é o Amor. Quando uma partícula sai dessa Fonte, é para reconhecer toda a criação, se autogerar em si mesma e voltar à Fonte. Pela informação recebida através de Auden, esse percurso é feito pelo Ser em 9 bilhões dos nossos anos.

Minha conexão com Deus é sentir "O Tudo" que É. Eu o sinto através do Amor.


1 comentário no "O que são os anjos ou seres de luz?"

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia
¡Carregando comentários!

Victor ...

Incrível ler isto, muitas coisas batem com oque presenciei e me esforço para compreender, existe a possibilidade de entrar em contato com você?

0

16 de Mai, 2018 - 19:24:30

Escreva seu comentário sobre "O que são os anjos ou seres de luz?"

Comente no Google+