Contra-indicações do ginseng

Ginseng e seus efeitos secundários

O ginseng é uma raiz utilizada como um remédio natural graças à sua ação antioxidante, hipolipemiante, imunoestimulante, etc. Mas embora possua todas estas propriedades, também apresenta efeitos secundários e contra-indicações a se levar em conta.

O ginseng é uma raiz que brinda diversos benefícios para a saúde. Esta raiz é utilizada como um remédio natural graças à sua ação antioxidante, hipolipemiante, imunoestimulante, etc. Mas se bem apresenta todas estas propriedades, também tem efeitos secundários e contra-indicações que devem ser levadas em conta.

O ginseng é uma raiz formada por diversos princípios ativos, como por exemplo: saponinas triterpênicas, ginsenosídeos, polisacarídeos heterogêneos, etc.

Todos estes compostos são os responsáveis pelas propriedades e benefícios do ginseng, mas também podem ocasionar efeitos secundários e/ou contra-indicações que devem ser levadas em conta antes do seu consumo.

Efeitos secundários do ginseng

Os efeitos secundários se produzem quando se toma o ginseng em uma dose elevada. Nestes casos pode produzir:

  • Insônia.
  • Ansiedade.
  • Irritabilidade.
  • Nervosismo.
  • Hipertensão.
  • Dor no peito.
  • Mudanças na menstruação pelo seu efeito estrogênico.

Contra-indicações do ginseng

  • Durante a gravidez e lactância.
  • No caso de arritmias.
  • Hipertensão arterial.
  • No caso de tomar medicamentos inibidores da monoamina oxidase (IMAOs).

Como todo suplemento alimentar você pode ter suas propriedades e também suas contra-indicações, por isso antes de consumi-los é preciso consultar o médico.


IMPORTANTE: A missão do "Contra-indicações do ginseng" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Contra-indicações do ginseng"

Comente no Google+