Composição dos perfumes

O uso dos perfumes vai além do cheiro

Basicamente, o perfume é uma mistura de óleos essenciais aromáticos, álcool e fixador...

O uso dos perfumes transcendeu além do seu objetivo funcional, como é proporcionar um aroma agradável ao nosso corpo, chegando a constituir uma verdadeira linguagem corporal cuja origem se encontra no processo amoroso. Porém, como se conseguem os perfumes?

O perfume constitui talvez o meio mais sutil de alcançar uma beleza mais além da aparência física. O estímulo do olfato, tão presente em grande parte das nossas reações, é algo tão sutil como determinante na hora de provocar atração ou rejeição em outras pessoas. Além da parte importante de toda uma cerimônia, o uso do perfume é um jeito de conseguir afeto e aceitação socialmente falando.

O homem usa perfume desde muito antes do que se pensa. Como ocorre nos animais e nas plantas, nosso odor corporal também tem conotações sociais, apesar de que no nosso caso, sua eficácia tenha sido minimizada por outros elementos de efeitos muito mais diretos. Talvez precisamente por nossa redução nessa capacidade de atração através da emissão de fragrâncias, o homem buscou na natureza aquelas que lhe ajudassem a potencializá-la, encontrando-as nos óleos essenciais presentes nas plantas.

Basicamente, o perfume está formado por um ou vários destes óleos essenciais, além de álcool e fixador. Assim como não há duas plantas iguais, não há dois óleos essenciais iguais nem, claro, dois perfumes iguais. Isto nos leva a uma grande verdade: cada perfume é adequado para um determinado tipo de pessoas, situações e objetivos.

Existem duas grandes famílias de fragrâncias, segundo o Comitê Francês do Perfume: as cítricas, nas quais se usam óleos de limão, laranja, tangerina e outros cítricos, e as florais, elaboradas com extratos de flores. Das primeiras se sabe que aportam um tom fresco e extrovertido, razão pela qual são mais recomendadas para a primavera e o verão. Quanto às segundas se pode dizer que constituem a base de mais da metade dos perfumes comercializados hoje em dia, e oferecem tal variedade em intensidade, tom e duração, que há praticamente um perfume para cada tipo de personalidade, e para cada situação.


Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Composição dos perfumes"

Comente no Google+