Desodorantes domésticos

Os perfumes profanos no antigo Egito

Já dissemos que os egípcios amavam os perfumes. Num clima tão quente como o do Egito, o ambiente de quartos e outros cômodos com certeza devia ser sufocante...

Já dissemos que os egípcios amavam os perfumes. Num clima tão quente como o do Egito, o ambiente de dormitórios e outros cômodos com certeza devia ser sufocante. Eles queimavam todo tipo de ervas e óleos aromáticos para perfumar e defumar suas casas. Isso não faria que tivessem falta de oxigênio pois as casas estavam abertas para dentro e, por outro lado, a fumaça podia ser útil para afastar incômodos insetos voadores que entravam e saiam com total liberdade. No Papiro Ebers se mencionam remédios para combater as picadas de moscas e mosquitos. As moscas não os picavam se estavam lambuzados de gordura de pássaro e os mosquitos também não os atacariam caso se aplicassem óleo de moringa na pele.

Por outro lado, insetos de solo e roedores eram um pesadelo para os egípcios, em cujas casas se armazenava grão e comida era deixada para secar. Para combater os mais danosos que eram os roedores, eles esfregavam com gordura de gato os sacos que continham o trigo, e os cantos da casa. Isto se supunha que afastava os ratos. Mas para reforçar o remédio nas casas costumava-se ter gatos. E isso sim era eficaz realmente.

Também no papiro Ebers encontramos curiosas receitas para manter as serpentes no seu ninho e impedi-las de sair, e para afastar os lagartos.

Quanto às necessidades fisiológicas, Heródoto já dizia que:

"Os egípcios fazem suas necessidades em casa, mas comiam fora, nas ruas, alegando, a respeito, que as necessidades pouco decorosas – mas ineludíveis – devem ser feitas sozinhas, e à luz pública as que não são".

Isto nos dá ideia de que em algumas casas existiam asseios e dispositivos para a evacuação das necessidades fisiológicas. Tudo isso teria lugar em outra lição, mas eu quis mencionar para mostrar que deviam ter cuidado e perfumar o ambiente das suas casas.


Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Desodorantes domésticos"

Comente no Google+