Candidíase cutânea: os melhores remédios caseiros, truques e tratamentos

Uma erupção da pele que se pode tratar naturalmente

A candidíase cutânea é uma doença eruptiva que se produz a partir de uma infecção com o fungo da cândida e que se pode combater naturalmente. Você poderá conhecer muito mais sobre este assunto se ler este artigo.

A candidíase cutânea apresenta sintomas similares a outras erupções da pele mais comuns, com a diferença que se produz a partir de um fungo e, por isso, precisa de um cuidado especial.

O que é a candidíase cutânea?

É uma doença infecciosa que está diretamente relacionada com um fungo: a cândida. Esta pode afetar qualquer parte da pele onde se gere umidade. Embora seja muito comum que se situe na região vaginal, pode se gerar em qualquer parte da pele. Esta variação não vaginal é a famosa candidíase cutânea.

Sintomas mais comuns da candidíase

  • Coceira intensa: sua pele está picando demais e você não pode evitar se coçar? É um dos primeiros sintomas da candidíasis cutânea, embora não necessariamente que sua pele coce significa que você tenha este problema.
  • Erupção cutânea. Se você tem uma erupção avermelhada na pele que está te deixando louco e sente que cresce cada vez mais, isto pode se dever à candidíase.
  • Erupção nas dobras da pele. É muito comum que as erupções se registrem em áreas como a virilha, as axilas, debaixo das mamas, genitais e outras áreas onde a pele gere dobrinhas. É que aí se gera umidade e caldo de cultivo para o fungo que gera este inconveniente.
  • Infecção dos folículos dos pelos. Muitas vezes você pode pensar que tem um pelo encravado, mas os folículos pilosos avermelhados costumam ser um dos sintomas da candidíase cutânea.

Por que você pode ter candidíase? Conheça suas causas

  • Defesas baixas. Ao ser a cândida um fungo que gera este problema cutâneo, muitas vezes pode se dever a ter defesas baixas. Assim, os fungos se propagam e invadem essas áreas onde se gera habitualmente a candidíase.
  • Regiões úmidas do corpo. A lógica do fungo é procurar o lugar onde possa estar cômodo e possa se desenvolver. Pois, está claro, estas áreas são a virilha, as axilas, os genitais, os pés e qualquer outra parte do organismo onde se acumule suor.
  • Medicamentos que podem gerá-la. Também alguns tratamentos médicos como quimioterapia, antibióticos ou corticoides podem estar gerando este problema.

Suplementos, terapias alternativas e medicinas complementares

  • Consuma probióticos. Estas são bactérias saudáveis, que podem te ajudar de forma completamente natural a combater este problema. Vão te ajudar a que as membranas da pele estejam no seu nível normal.
  • Siga uma dieta "anticândida". Muitos sustentam que alguns elementos alimentares são fundamentais na hora de combater a candidíase. Evite o álcool, o açúcar, os alimentos refinados, os que têm levedura demais e também coma muitas frutas e verduras, de preferência cruas.
  • Homeopatia. Este tratamento natural também pode ajudar muito a combatê-la. Consulte seu homeopata de confiança para que te ajude com este inconveniente.
  • Mantenha uma limpeza adequada. É fundamental ter a pele bem ventilada e exposta ao ar para que não se apresentem excessos de umidade. Limpe-se bem com frequência e use talcos para evitar a formação de fungos, se for necessário.

Plantas medicinais e remédios caseiros que vão te servir

  • Alho. O antimicótico por natureza. Embora esteja indicado para candidíase como a vaginal, você também pode usá-lo para a cutânea. Consuma infusões de alho e também limpe as áreas afetadas com uma infusão fria com este vegetal.
  • Nozes. Com seus ácidos graxos saudáveis, ajudam a combater a candidíase cutânea. Consuma algumas nozes por dia como complemento dos seus tratamentos.
  • Romã. Os géis ou cremes que a romã contêm dentro dos seus ingredientes podem ajudar notavelmente a melhorar os casos de candidíase cutânea.
  • Cravo-da-índia. Outro dos elementos mais antissépticos que existem na natureza. Sem dúvida, ajudam a combater este fungo. Você pode aplicá-lo sobre a pele na forma de infusão morna ou fria e também bebê-la para combater o problema de dentro.
  • Equinácea. É uma planta maravilhosa para ajudar subir as defesas. Por esta mesma razão, sempre será boa para combater a candidíase.
  • Menta poejo. Esta é outra planta antisséptica e antibacteriana que você pode ingerir e também aplicá-la na forma de compressas sobre a área afetada. Além disso, com seu frescor típico, aliviará o típico comichão da candidíase.
  • Calêndula. Um dos melhores elementos para o cuidado da pele, também te ajuda a combater a candidíase. Use os cremes que a contêm.
  • Óleo da árvore do chá. Funciona como fungicida natural. Aplicando-o sobre a área afetada, você poderá combater este inconveniente. Não confundir com o chá "comum", pois não tem nada a ver.
Candida

Quando você deve ir ao médico se sofre de candidíase?

Se você apresentar qualquer um dos sintomas e vir que a candidíase não pode ser controlada através destas soluções alternativas, é hora de consultar seu especialista o quanto antes. Este problema cutâneo pode se estender com facilidade se você não for tratado devidamente, tornando-se pouco saudável e insuportável para quem o sofre.

Responda alguma destas enquetes de autoavaliação

IMPORTANTE: A missão do "Candidíase cutânea: os melhores remédios caseiros, truques e tratamentos" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Candidíase cutânea: os melhores remédios caseiros, truques e tratamentos"

Comente no Google+