Propriedades da beldroega: 7 usos medicinais e 4 receitas saudáveis

Benefícios da beldroega ou língua de gato

A portulaca oleracea ou língua de gato é uma planta muito completa. Entre as propriedades da beldroega você encontra que é boa para a pele, o aparelho digestivo e urinário, e também um interessante aporte de ácidos ômega 3 e antioxidantes. Conheça mais sobre esta interessante planta.

Contrariamente ao que muita gente pode acreditar, a planta conhecida como beldroega ou língua de gato, que recebe o nome científico de portulaca oleracea, é um vegetal que esconde uma interessante quantidade de propriedades que muitos ignoram.

Esta arbustácea, que tem folhas levemente ovaladas que lembram – justamente – a língua de um gato, se expandiu pelo mundo inteiro, usando-se há longo tempo em alguns lugares como planta medicinal. Também é apta para a alimentação.

Em algumas regiões tais como México, Austrália ou inclusive Europa e Ásia, a beldroega pode ser consumida de diferentes maneiras. Tem muito boas quantidades de mucilagens e altas proporções de ácidos graxos Ômega 3, vitaminas várias, carotenos, magnésio, cálcio e potássio, e se acredita que poderiam ter pigmentos de forte capacidade antioxidante.

Propriedades da beldroega

Entre as propriedades que tem a planta de beldroega, está a de ser útil para tratar afecções da pele. Podem-se preparar infusões concentradas com suas folhas e usá-las para curar feridas, úlceras, eczemas e outros problemas cutâneos. Parece muito para uma planta que geralmente é considerada uma erva daninha, o que faz que seja eliminada das hortas. No entanto é fácil conseguir mudas da planta língua de gato e você pode mantê-los sem dificuldades tanto em vasos como no chão.
Mas vejamos detalhadamente um pouco mais sobre as propriedades da beldroega.

Propriedades nutricionais

Considerada um superalimento, da mesma forma que a quinoa e o brócolis, a beldroega oferece um conteúdo nutricional muito completo e recomendável para qualquer tipo de dieta. As quantidades expressadas são para cada 100 gramas de beldroega, que contêm 20 calorias.

  • Vitaminas. Contém as do grupo A ou retinol (1320 μg), B1 ou tiamina (0.047 mg), B2 ou riboflavina (0.112 mg), B3 ou niacina (0.48 mg), B6 (0.073 mg), C (21 mg) e E (12.2 mg). Isto lhe dá muitíssimas propriedades interessantes, entre elas mantém sua visão saudável, ajuda a metabolizar as gorduras, ajuda a que sua pele esteja saudável, incentiva a função imunológica e evita a oxidação.
  • Minerais. É rica em cálcio (60 mg), ferro (1.99 mg), magnésio (1.99 mg), manganês (0.303 mg), fósforo (44 mg), potássio (494 mg) e zinco (1.17 mg). Tudo isso faz que seja boa para o crescimento e formação dos ossos, tem um papel especial na renovação das células graças ao seu conteúdo de ferro, ajuda a manter a memória e a mente saudáveis e também ajuda a que sua pele fique e se sinta jovem por mais tempo.
  • Antioxidantes. Seus pigmentos contêm glutation e betalaínas. O primeiro é considerado o antioxidante mais poderoso que você pode encontrar nos alimentos e protege as células do dano oxidativo. Embora as betalaínas não sejam tão poderosas, são muito valorizadas por sua capacidade de colorir sem aditivos químicos e estão sendo muito requeridos na indústria alimentar, embora não seja muito abundante na natureza.
  • Aminoácidos. A beldroega é rica em alanina, que reforça o sistema imunitário, arginina, indispensável para a manutenção saudável dos músculos, isoleucina, que não pode faltar durante o crescimento das crianças e histidina, que estimula os sucos gástricos e é importante para combater a artrite e a anemia.
  • Ômega 3. E como se não bastasse, a beldroega é uma das verduras que contém mais ômega-3, um nutriente muito importante que ajuda a evitar doenças cardiovasculares, ajuda a tratar a psoríase e até tem efeitos antidepressivos.

Propriedades medicinais

Entre os benefícios da beldroega você poderá encontrar um sem-fim de usos para dar e se manter saudável, longe de doenças e recuperando uma medicina natural que foi se perdendo com o passar dos anos mas que deve ganhar valor novamente.

  • Destacado depurador. Limpa o sangue e ajuda a combater infecções e cálculos renais. Isto é devido à quantidade de mucilagens que contém e que você não pode deixar de aproveitar, já que é melhor usar a beldroega para prevenir do que depois que os problemas já se instalaram.
  • Recomendado calmante. É utilizado tanto interna como externamente para acalmar incomodidades. Você pode usar seu sumo ou aplicar emplastros. Seu efeito emoliente ajuda a reduzir inflamações e acalmar a dor.
  • Potente diurético. Ao incentivar a eliminação de urina ajuda a que seu organismo se purifique e ao mesmo tempo reduz a inflamação na área abdominal. Deixa os rins nos trinques, prevenindo a obesidade e doenças do coração.
  • Um analgésico natural. A beldroega foi usada tradicionalmente em muitas culturas como a chinesa e indiana para acalmar dores de cabeça, estômago e musculares, tanto interna como externamente. Você também pode mastigar suas folhas para reduzir a incômoda dor de dente.
  • É anti-hemorroidas. Ao reduzir a inflamação e acalmar a dor, a beldroega num banho de imersão é uma excelente opção para reduzir as hemorroidas que tantas incomodidades causam.
  • Melhora a pele. Não só fará que a sua pele esteja mais saudável, mas também ajuda a cicatrizar e desinfetar feridas e inflamações causadas pela acne e picadas de insetos.
  • Trata problemas gástricos. Devido à sua variedade de nutrientes e capacidade depurativa, a beldroega está indicada para melhorar problemas tanto hepáticos como gástricos e manter seu corpo livre de toxinas e saudável.

Como usar a beldroega

Agora que você sabe para que serve a beldroega, deve se perguntar como usá-la. Bom, há três formas de fazer isso e tudo depende do uso que você quiser dar.

  • Sumo. Também conhecido como água de beldroega. É muito fácil de realizar, você só precisa colocar folhas no liquidificador com água, pode acrescentar a fruta ou verdura que quiser, pepino, limão ou abacaxi, por exemplo. Use este sumo para melhorar as hemorroidas, para aproveitar suas propriedades analgésicas, depurativas e diuréticas. Você também pode realizar infusões com as folhas secas.
  • Cataplasmas. Use o sumo de beldroega para empapar um pano e aplique na área da incomodidade. Pode ser sobre inflamações da pele, feridas e diretamente sobre as hemorroidas.
  • Nas refeições. Pode ser aplicada em muitas receitas, ao vapor, seca, refogados, salteados, os clássicos tacos mexicanos, e principalmente numa grande variedade de saladas.

Receitas com beldroega

As aplicações culinárias da beldroega são amplas já que seu sabor suave mas interessante com notas doces e ácidas é único e ao mesmo tempo muito agradável.

Salada de beldroega

Em quase qualquer salada a beldroega cai bem, mas você deve experimentar antes, se algum ingrediente não te agradar, pode tirá-lo ou substituí-lo.

Ingredientes

  • 2 tomates frescos
  • 1/2 pepino
  • 1/4 de cebola
  • Um punhado de beldroega

Preparação

  • Corte tudo e condimente a gosto, um pouco de azeite de oliva e sumo de limão vai muito bem. Experimente combinações com macarrão, quinoa, milho, presunto ou atum.

Tabule de beldroega

Um prato da comida árabe mas com uma variação. O tabule é delicioso e sempre é interessante modificar um pouco este clássico, então em vez de salsinha ou como companhia você usará a beldroega.

Ingredientes

  • Um tomate cortado em cubos pequenos
  • Meia xícara de bulgur ou cuscuz
  • Meia cebola
  • Folhas da sua escolha: salsinha, beldroega, alface

Preparação

  • Corte todos os ingredientes bem pequenos, as quantidades são estimativas já que pode escolher se fazer o tabule com mais folhas ou mais cuscuz, por exemplo. Na receita original se privilegiam as folhas mas você pode fazê-lo como mais gostar. Condimente com azeite de oliva e sumo de limão.

Refogado de beldroega

No México é muito popular, por isso é comum vê-la nos deliciosos tacos. Você pode fazer um sem-fim de combinações, mas esta receita é uma das melhores.

Ingredientes

  • Um punhado de folhas de beldroega
  • Carne (ou soja texturizada)
  • Uma cebolinha
  • Um pimentão vermelho

Preparação

  • Corte o pimentão em tiras e a cebolinha na largura, em pedaços medianos. Ponha para refogar o pimentão com a parte branca da cebolinha com um pouco de óleo, em seguida adicione a carne ou soja texturizada hidratada. Condimente e acrescente a beldroega. Tire do fogo, você pode comê-lo numa panqueca ou pão árabe acompanhando com queijos ou molhos vegetais.

Beldroega com porco no molho verde

Este é um clássico refogado mexicano e você pode prepará-lo com a carne que gostar ou numa versão vegetariana sem problemas.

Ingredientes

  • 1/4 quilo de carne de porco em pedaços
  • 1 dente de alho
  • 1/2 quilo de beldroega
  • 2 tomates verdes
  • Chilis a gosto
  • Caldo de frango, porco ou verduras
  • Óleo

Preparação

  • Coloque a carne de porco, a cebola, o alho e os condimentos que quiser (o louro é uma boa opção) numa panela, cubra com água e espere que suba a fervura. Nesse momento baixe o fogo para lento para que se cozinhe suavemente.
  • Prepare as folhas de beldroega lavando-as e passe-a pela água quente um momento para que amoleçam um pouco, como se faz com o espinafre.
  • Prepare um molho com os tomates verdes e os chilis, você pode condimentá-lo como mais gostar, o coentro vai muito bem.
  • Finalmente numa panela grande acrescente a carne com seu caldo, o molho e as folhas e deixe que ferva durante uns 5 minutos. Sirva e acompanhe com arroz ou com o que quiser.

Contraindicações da beldroega

Acostuma-se dizer que a beldroega é tóxica, no entanto é porque é confundida com outras folhas. É importante que você a veja bem para diferenciá-la, suas folhas têm forma de lágrima, são de um verde escuro mas forte e seus talos são entre avermelhados e violetas. Crescem facilmente de forma salvagem e talvez você até a tenha no seu jardim e não sabia que se tratava desta planta. A planta com a qual se costuma confundir tem folhas menores e cresce colada ao chão, enquanto a beldroega não.

No entanto você deve se controlar com o consumo de beldroega, já que seu excesso pode produzir problemas. Mas não são muito diferentes aos que podem ser produzidos pelo espinafre, que é tão popular. Ambos os vegetais têm ácido oxálico que pode produzir desordens gastrointestinais como inflamação dos rins.

Outras ervas que você tem que conhecer

  • Chá de lúcia-lima. Também conhecido como erva-luísa, esta planta age como carminativo, sedante, antimicrobiano e antiespasmódico. Você pode usá-la numa infusão, sozinho ou acompanhado de outras ervas.
  • O dente-de-leão. Com má reputação como a beldroega, o dente-de-leão contém muitas vitaminas e minerais que, entre outras propriedades, são bons para deixar de reter líquidos.
  • A consólida, uma erva chinesa. Esta erva é depuradora e anti-inflamatória, está recomendada para tratar hemorroidas e para estados de gripe.

Você já experimentou a beldroega?

Gráfico da enquete: Você já experimentou a beldroega?

Sim, adoro

87/17

Sim, mas não gosto

11/9

Não conheço

11/9

Quero experimentar

33/0

Não sei onde consegui-la

11/6

Como você a come habitualmente?




IMPORTANTE: A missão do "Propriedades da beldroega: 7 usos medicinais e 4 receitas saudáveis" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

1 comentário no "Propriedades da beldroega: 7 usos medicinais e 4 receitas saudáveis"

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia
¡Carregando comentários!

Ivone ...

Realmente é uma delícia e minha mãe já sabia que faz bem para saúde. Agente sempre comia como salada na comida.

0

12 de Abr - 15:31:40

Escreva seu comentário sobre "Propriedades da beldroega: 7 usos medicinais e 4 receitas saudáveis"

Comente no Google+