Alergia à penicilina: sintomas, tratamento e alternativas naturais

O que é bom para as alergias

Você descobriu que é alérgic@ à penicilina, mas não entende do que se trata? Não se preocupe! Porque neste artigo vai conhecer como funciona esta alergia, quais são os sintomas à alergia à penicilina e os melhores tratamentos para aliviá-los. Não perca!

O que é a penicilina e para que é

A penicilina é uma substância antibiótica descoberta por Alexander Fleming, que tem sido usada há décadas para combater diferentes doenças infecciosas causadas por bactérias. Existem vários tipos de penicilinas, mas todas são derivadas do ácido 6-aminopenicilânico.

Os diferentes tipos de penicilinas se utilizam para tratar diversas infecções que podem afetar algumas partes do seu corpo, por exemplo: a meningite, o tétano, a gonorreia, a sepse infantil, a pneumonia e a gangrena. É bom destacar que a penicilina também se utilize com uso veterinário, portanto pode te ajudar a tratar infecções em cachorros, gatos, coelhos, aves, ouriços, furões, tartarugas ou serpentes, entre outros animais.

Derivados da penicilina mais conhecidos

Existem antibióticos derivados da penicilina? Claro que sim, os diversos tipos de penicilina têm diferentes funções e capacidades para tratar determinadas infecções:

  • Penicilinas naturais. Dentro deste grupo se encontra a Penicilina G e a Penicilina V, cuja finalidade é tratar alguns tipos de Streptococcus: pneumoniae, Streptococcus beta hemolíticos, Streptococcus bovis e Streptococcus grupo viridans.
  • Aminopenicilinas. A amoxicilina é penicilina? Afirmativo, neste tipo de penicilinas se encontra a ampicilina, a amoxicilina e a bencilpenicilina. Estes antibióticos permitem combater bactérias como os estreptococos, os estafilococos, os meningococos e os gonococos. A forma mais comum de administrá-los é por via parenteral e por via oral.
  • Penicilinas antiestafilocócicas. Este grupo de antibióticos está conformado pela cloxacilina, a oxacilina e dicloxacilina, penicilinas muito eficazes para tratar o Staphylococcus spp meticilino.
  • Carboxipenicilinas. Aqui você pode encontrar a Ticarcilina, um antibiótico muito eficaz para tratar doenças como a hidrólise por betalactamases produzidas por enterobactérias e a Pseudomonas aeruginosa.

Um aspecto que você sempre deve levar em conta na hora de tomar antibióticos, é que a penicilina não deve ser administrada junto com certos antibióticos: a neomicina e o cloranfenicol, já que perde eficácia.

Sintomas de alergia à penicilina

Eu te conto que a alergia à penicilina é uma reação exagerada do seu sistema imunológico a este antibiótico, muito utilizado para o tratamiento de diversas infecções bacterianas. Neste caso, seu organismo reage erroneamente diante da penicilina e a vê como uma substância nociva, como se fosse um vírus ou uma bactéria.

A alergia à penicilina se produz quando seu sistema imune se tornou sensível a este antibiótico, ou seja, que já desenvolveu anticorpos para o tipo de penicilina que tomou e te provocou a reação alérgica.

Existe evidência de que a alergia à penicilina pode ser o resultado do uso excessivo em tratamentos infecciosos, de outros antibióticos com propriedades químicas similares à penicilina. Isso também pode te provocar sintomas de alergia a antibióticos, similar à alergia a medicamentos.

Mas quais são os principais sintomas de alergia à penicilina? Preste atenção nos seguintes parágrafos. Você sempre debe levar em conta que os primeiros sintomas de alergia à penicilina se produzem geralmente uma hora depois de tomar um medicamento. Embora também a alergia a medicamentos possa ocorrer por horas, dias ou semanas mais tarde.

Como saber se sou alérgico à penicilina? As reações mais comuns são:

  • Erupções na pele
  • Urticária
  • Comichão
  • Febre
  • Inchaço da pele
  • Dificuldade para respirar
  • Chiado
  • Nariz com muco
  • Olhos chorosos e com coceira
  • Anafilaxia

Pois bem, existe uma forma adequada de tratar a alergia medicamentosa? Tome nota dos próximos conselhos.

Tratamento para a alergia à penicilina

No caso de que você não saiba como combater as alergias, eu te conto que sempre o melhor é recorrer à ajuda profissional de um médico. Mas no caso de que não seja possível, você pode atenuar a reação alérgica pondo em prática as seguintes recomendações.

Teste de alergia

Embora as penicilinas estejam consideradas como os antibióticos menos tóxicos, podem te produzir alergia. Como saber se sou alérgico à penicilina? Para estar certo disso você deve ir a um centro médico para que um alergista realize um teste de penicilina, através de testes cutâneos que costumam durar entre 2 e 3 horas.

Como é o teste de alergia? Em primeiro lugar se realiza uma punção da pele com dois tipos de penicilina e em seguida se realizará um teste intradérmico, ou seja, por baixo da pele. Se os testes lançam resultados negativos, é muito pouco provável que tenha presença de alergia à penicilina.

Também existe a possibilidade de ver se existe reação alérgica à penicilina, te dando uma dose oral de penicilina e observando posteriormente as manifestações. Se não há reação, você não terá risco de ter uma reação imediata grave e pode usar qualquer tipo de penicilinas.

Se o teste de penicilina dá positivo, sua pele se inflamará e ficará vermelha na área da punção, indicando que tem alergia à amoxicilina e a outras penicilinas. Portanto, evite seu uso e para tratar infecções use antibióticos sem penicilinas.

O que fazer em caso de alergia à penicilina

Diante de uma reação alérgica à penicilina, atue da seguinte maneira:

  • Detenha o consumo de penicilina. Embora você continue doente, não continue consumindo penicilina, espere consultar o médico sobre quais são os antibióticos para alérgicos à penicilina.
  • Consuma anti-histamínicos. Sempre seguindo as indicações do médico, é quase certo que te receite um anti-histamínico como a difenidramina.
  • Tome corticosteroides. Também existe a possibilidade de que seu médico te indique consumir corticosteroides orais ou injetáveis para tratar a inflamação associada à reação alérgica.
  • Evite voltar a consumir penicilina. Para isso você deve alertar qualquer médico ou enfermeira que te trate sobre a sua alergia à penicilina. Na realidade, o ideal é que esta alergia esteja documentada na sua história clínica.
  • Use um bracelete distintivo. É para que, diante de qualquer emergência ou acidente, se saiba que você é alérgic@ a este antibiótico.
  • Leve sempre com você epinefrina. Isto é muito importante, sobretudo se você já teve algum episódio de anafilaxia ou outras reações graves. Seu médico provavelmente vai te receitar uma seringa de auto-injeção e o dispositivo de epinefrina para que o utilize no caso de emergência.

Antibióticos sem penicilina

Existem antibióticos para alérgicos à penicilina? Eu te recomendo consultar sempre um médico para que te indique antibióticos sem penicilina. Se você descobriu que sofre de alergia à amoxicilina, pode tomar:

  • Azitromicina
  • Claritromicina
  • Eritromicina
  • Espiramicina
  • Roxitromicina
  • Dietilmidecamicina
  • Troleandomicina
  • Doxiciclina
  • Oxitetraciclina
  • Trimetoprim-sulfametoxazol
  • Ácido nalidíxico
  • Ácido pipemídico
  • Norfloxacino
  • Ciprofloxacina
  • Gentamicina
  • Tobramicina
  • Kanamicina
  • Amikacina
  • Netilmicina
  • Sisomicina
  • Pantomicina
  • Vancomicina
  • Lincomicina
  • Clindamicina

Pois bem, você tem dúvidas sobre se é conhecida alguma forma de como combater as alergias? Até hoje, o que eu posso te dizer é que não existe um remédio, seja convencional ou natural, que possa te proteger das alergias. No entanto, o que se sabe é que existe medicina natural para a alergia, que eleva suas defesas e pode te proteger de algumas alergias.

Quer saber quais são os remédios caseiros para a alergia? Descubra nos seguintes parágrafos.

antibióticos

Remédios caseiros para a alergia

Você procura um remédio caseiro para as alergias? Existem várias formas pelas quais você pode tratar as alergias e prevenir seus sintomas incômodos. Se você é propenso à alergia medicamentosa, pode te ajudar incluindo na sua dieta diária alimentos e suplementos que tenham grande poder antialérgico. Eu te recomendo dar uma olhada nos que conformam a seguinte lista. Experimente-os! Você vai adorar.

  • O cloreto de magnésio. Você vai encontrar todos os motivos pelos quais este popular suplemento alimentar é considerado um remédio natural eficaz para prevenir e tratar as alergias.
  • O chá rooibos. Você vai descobrir quais são os componentes que possui esta curativa bebida, e como funcionam para prevenir surtos alérgicos.
  • Sete alimentos antialérgicos. Você vai conhecer quais são os alimentos que podem te ajudar a diminuir os sintomas desagradáveis das alergias, e como incluí-los na sua dieta para obter seus benefícios.
  • Benefícios do propólis. Você encontrará todos os benefícios que pode te oferecer este derivado do mel, para te ajudar a aliviar os principais sintomas das alergias mais comuns.

Que tipo de medicamento te produz alergia?

Gráfico da enquete: Que tipo de medicamento te produz alergia?

Os antibióticos

16/1

Os analgésicos

3/1

Os anti-inflamatórios

5/3

Os antidepressivos

1/2

Os ansiolíticos

3/1

Como você tratou esta alergia medicamentosa?




IMPORTANTE: A missão do "Alergia à penicilina: sintomas, tratamento e alternativas naturais" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Alergia à penicilina: sintomas, tratamento e alternativas naturais"

Comente no Google+