Cúrcuma e câncer: serve para combatê-lo?

Cúrcuma: uma planta medicinal anticancerígena

Você se pergunta para que é a cúrcuma e quais são as suas possibilidades? Pois bem, você deveria ler este artigo, já que a cúrcuma serve até para o câncer. Não perca!

O que é a cúrcuma

Você se pergunta como é a cúrcuma? Viu ela em pó mas nunca na sua forma real? Pois bem. A cúrcuma é uma raiz, de aspecto bastante similar à do gengibre, mas que vem em formatos menores. Usa-se fresca, seca ou em pó. Você pode ralá-la diretamente ou pode comprá-la já pulverizada. É uma especiaria muito difundida na cultura e tradição gastronômica e médica da Índia e boa parte do oriente. Mas também no resto do mundo.

Cúrcuma para o câncer

Dentro da grande quantidade de propriedades da cúrcuma, uma das que mais se destaca é o seu possível efeito anticancerígeno. Não é fácil falar deste assunto, já que se trata (no tipo que for) de uma das doenças mais graves. Mas parece que as investigações científicas falam bastante a favor do consumo de cúrcuma para o câncer.

Desde 1982 se vêm fazendo investigações sobre o potencial anticancerígeno da cúrcuma. E tudo radicaria num dos seus princípios ativos: a curcumina, um poderoso antioxidante. E os resultados que deram as investigações, embora não fossem concludentes, em todos os casos foram favoráveis: as pessoas que se submeteram a tratamentos com curcumina desfrutaram de ações preventivas sobre diferentes tipos de câncer, inclusive favorecendo a eliminação de células cancerígenas.

Pela grande quantidade de estudos existentes, se deduz que a ação da cúrcuma é mais eficaz como agente preventivo e de eliminação de células pré-cancerígenas quando o corpo se encontra atacado. Mas enfim, é algo que ainda continia e continuará na fase de investigação, podendo lançar excelentes resultados.

A respeito da ação anticancerígena da cúrcuma, a farmacêutica especialista em plantas medicinais Andy Pindur (frequente colaboradora da Innatia e responsável pelo blog Plantas Medicinales a tu Salud - Plantas Medicinais para a sua Saúde - plantasmedicinalesatusalud.blogspot.com-) nos conta o seguinte: "A cúrcuma, obtida por diversas variedades do gênero, tem uma capacidade de envolver, para que se entenda, “material ruim”.

A molécula da curcumina (componente primordial detectado dentro da sua composição), possui características excepcionais no que diz respeito à sua estrutura química propriamente dita, já que tem a habilidade de se unir a diversos objetivos, ou seja, a diferentes formatos de células cancerígenas e não cancerígenas (outras doenças). Razão pela qual há muitos estudos que avalam seu uso como no caso de potencial tratamento e prevenção do câncer de útero, usando óleo essencial de cúrcuma, alecrim e gengibre.

Além disso a administração de curcumina representa um passo importante na terapia anticancerígena como coadjuvante junto com a droga cisplatino, sendo que esta última tem muitos efeitos colaterais tais como ototoxicidade, nefrotoxicidade e neurotoxicidade… E também em uso continuado, a ação é diminuida porque as células cancerígenas tendem a apresentar uma habituação, uma resistência. Por isso, usar curcumina associada ao tratamento com outras drogas antineoplásicas minimiza a quantidade destas e por conseguinte se tem menos efeitos colaterais.

Aí entra em jogo a habilidade técnica dos especialistas da ciência, sobretudo na área de nanotecnologia e suas infinitas possibilidades para melhorar o efeito terapêutico nos seres vivos, com ínfimas quantidades de drogas. Não vamos nos esquecer que por seu grande poder antioxidante, este maravilhoso produto natural previne muitos problemas e funciona como antienvelhecimento de tecidos e órgãos. Por conseguinte, atuaria como escudo aumentando as defesas e evitando a proliferação de coisas “estranhas”."

Como consumir a cúrcuma

Existem muitas formas de consumir a cúrcuma. Mas o ideal é tomando um chá ou usando cápsulas de extrato de cúrcuma.

Chá de cúrcuma

Se você busca como consumir cúrcuma de uma forma tradicional, o melhor é uma infusão. Você não sabe como preparar um chá de cúrcuma? Aqui você vai encontrar 5 receitas diferentes que vão te ajudar.

Comprimidos de cúrcuma

A cúrcuma em comprimidos é outra grande opção para quem não tem vontade de ralar a raiz e preparar comidas ou para quem não goste do sabor. A cúrcuma em cápsulas contém diretamente extrato de cúrcuma, a famosa curcumina que tantas boas propriedades tem.

Claro, a cúrcuma pode ser incorporada em diferentes receitas de cozinha sem problema algum. Siga o anterior link e aí encontrará várias opções para colocar em prática.

Outros benefícios da cúrcuma para a saúde

Conhece algumas das outras propriedades da cúrcuma para a saúde? Você não deveria deixar de levar em conta seus principais benefícios.

  • Para a fibromialgia. Por sua quantidade de antioxidantes e seu fator analgésico, costuma ser muito usada contra a fibromialgia. Vai bem para as dores musculares.
  • Para o fígado. É ótima para ajudar na depuração hepática. Colabora com seus antioxidantes.
  • Para a pele. Sua grande condição antioxidante a torna uma maravilhosa aliada para a pele.
  • Para as articulações. Um dos usos mais comuns da cúrcuma é para favorecer o funcionamento articular. Indicada para a artrite e artrose.

Você consome cúrcuma com frequência?

Gráfico da enquete: Você consome cúrcuma com frequência?

Sim

15/5

Não

Às vezes

2/1

Como você a consome?




IMPORTANTE: A missão do "Cúrcuma e câncer: serve para combatê-lo?" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Cúrcuma e câncer: serve para combatê-lo?"

Comente no Google+