Graus de desnutrição nas crianças

Graus de má nutrição na infância

Embora a desnutrição se produza pelo baixo consumo de calorias e diversos nutrientes, nem todas as crianças sofrem da mesma desnutrição. Existem diferentes graus de má nutrição que podem afetar na infância.

A desnutrição se produz por um baixo consumo de calorias e bioelementos necessários para que o organismo se desenvolva e cresça adequadamente. Mas nem todos os desnutridos são iguais e podem apresentar diferentes graus de má nutrição.

Antes de estabelecer os diferentes graus de desnutrição, é importante esclarecer que existem dois tipos de desnutrição.

  • Marasmo: caracteriza-se por ser uma desnutrição por baixo consumo de alimentos. É típico das crianças da classe baixa de zonas urbanizadas. Estas crianças são amamentadas por curto prazo e logo se alimenta elas com leites diluídos e contaminados pela água, o que traz junto diarreias e infecções gastrointestinais que desnutrem a criança. A criança marasmática tem atraso no peso para a idade e no peso para a altura, perde o tecido adiposo, entre outras características.
  • Kwashiorkor: este tipo de desnutrição se caracteriza por ser basicamente proteica. Costumam ser crianças que foram alimentadas por período prolongado por suas mães e que depois recebem uma alimentação só à base de hidratos de carbono, mas pobre em proteínas. Estas crianças apresentam edema na região abdominal e seu estado de desnutrição pode piorar por causa de diferentes tipos de infecções.

Esclarecendo estes dois conceitos, é possível se referir aos diversos graus de má nutrição

  • Desnutrição grau I ou leve: quando o peso para a idade é normal e o peso para a altura também é baixo.
  • Desnutrição grau II ou moderada: quando a criança menor de 1 ano possui um peso para a idade baixo e as crianças de 1 a 4 anos possuem uma relação baixa de peso/altura.
  • Desnutrição grau III ou grave: se a criança é menor de um ano e tem um déficit de 40% ou mais do peso ideal para sua idade. Quando a criança é maior de um ano e possui uma redução da relação peso/altura de mais de 30%, com relação ao percentilo 50.

É importante esclarecer que quanto mais cedo se trate a desnutrição mais rápida será a recuperação e menores as sequelas que possam ficar.

Para evitar estas situações é importante que as crianças sejam controladas periodicamente por seus médicos. Uma simples medição de peso e altura pode avaliar se a criança possui ou não desnutrição.


IMPORTANTE: A missão do "Graus de desnutrição nas crianças" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Graus de desnutrição nas crianças"

Comente no Google+