Tomar vitamina E: benefícios dos alimentos com vitamina E

Para que serve a vitamina E

Você sabe como tomar vitamina E? Descubra os benefícios dos alimentos ricos em vitamina E e melhorará não só seu organismo, mas também seu aspecto, já que esta vitamina é muito importante tanto para a saúde, como para a beleza. Saiba mais!

A presença de vitamina E no organismo é fundamental, já que cumpre uma função antioxidante e também protetora. É por isso que você sempre deve estar presente. Mas, além disso, também pode resultar boa para algumas questões pontuais que você deve conhecer.

A vitamina E, sem dúvida alguma, é crucial para o organismo, já que ajuda com as suas propriedades antioxidantes a proteger o corpo da ação dos radicais livres, combate o envelhecimento e muitas outras coisas. Mas, por outro lado, também ajuda a que a saúde melhore em outros sentidos. Gostaria de saber quais? Pois então, continue lendo...

Vitamina E para a saúde e a beleza

O consumo de vitamina E poderia ajudar com as seguintes propriedades:

  • Excelente para a pele. Sem sombra de dúvidas, bons níveis de vitamina E podem ser fundamentais para que a pele se encontre em grande forma. É que, ao resultar antioxidante, está indicada para retardar o envelhecimento das células. Não é nada anormal que se inclua em todo tipo de produtos cosméticos.
  • Boa para o colesterol e proteger o coração. A vitamina E pode ser muito importante para lutar contra o colesterol, já que evita a oxidação do colesterol ruim ou LDL. Além disso, se acredita que um consumo de vitamina E por mais de dois anos pode reduzir de um 35 a 60% a probabilidade de sofrer doenças cardiovasculares.

Em qualquer caso, a vitamina E se encontra em muitos alimentos. A parte boa é que não só se pode consumir vitamina E através de complexos. Também está muito presente nos alimentos, como algumas sementes que a contêm, assim como o germe de trigo, entre outros.

Para que serve tomar vitamina E

Melhora o fígado gorduroso

É sabido que o fígado gorduroso é um problema recorrente. Mas também é verdade que vão se descobrindo cada vez mais cosas em torno ao seu tratamento. E um recente trabalho investigativo acaba de dar alguma luz a respeito.

Segundo um estudo realizado no Japão e recentemente publicado no Nutrition Journal, a vitamina E poderia ser particularmente interessante na hora do tratamento do fígado gorduroso. Este trabalho nipônico se dedicou a revisar cinco investigações diferentes, onde a relação entre fígado gorduroso não alcoólico e níveis de vitamina E estavam em jogo.

Os resultados foram notáveis, pois em todos os casos que a pessoa que estava tratando este tipo de fígado gorduroso com vitamina E, a resposta foi muito mais favorável. Também ajudou a melhorar a função hepática em linhas gerais, segundo a resenha pela investigação comandada por Ken Sato.

Tudo residiria nas capacidades antioxidantes da vitamina E. Partindo da base de que o fígado gorduroso se baseia num inconveniente de oxidação, recorrer a esta vitamina pode ser uma interessante maneira de combater este inconveniente. Além disso, se estima que poderia ajustar problemas do metabolismo hepático, relacionado com gorduras e glicose.

Evitaria o surgimento de problemas respiratórios na terceira idade

A vitamina E é uma das mais valorizadas, pois é conhecida como a vitamina da juventude. É essencial para o bom estado da pele e se pensa que tem qualidades para combater e retardar o envelhecimento. Mas seus usos poderiam ir muito além da beleza da cútis.

Segundo um estudo realizado na Universidade de Tufts, nos Estados Unidos, os roedores de elevada idade que foram submetidos a altas doses de vitamina E foram bastante mais imunes na hora de sofrer de pneumonia que os que não receberam o plus desse nutriente.

Os investigadores separaram os ratos em dois grupos. O primeiro recebeu uma dose normal de vitamina E na sua alimentação. Os outros, uma dose até dez vezes acima da média. Em seguida, foram submetidos a um vírus de pneumonia, lançando resultados surpreendentes.

É que os do segundo grupo, os hipervitaminados, registraram uma presença mil vezes menor do vírus nos seus pulmões, além de contar com o dobro de glóbulos brancos que os que receberam a dose justa.

Está claro que este estudo, no momento, só fala de benefícios em roedores, não asseguráveis, pelo menos até agora, em seres humanos. Mas fala claramente de uma interessante porta de estudo que se abre para poder continuar indagando nesta questão e ver como ajudaria os maiores diante de problemas respiratórios graves como a pneumonia.

Fontes de vitamina E

Embora se costume consumir na forma de comprimidos, pois é uma forma fácil de ter acesso a uma dose correta desta vitamina, a E se encontra presente em muitos alimentos. Sobretudo naqueles de origem vegetal.

Você encontrará a vitamina E em:

  • Óleos vegetais (milho, girassol, oliva, germe de trigo, etc.)
  • Frutos secos (avelãs, nozes, anacardos, amêndoas, etc.)
  • Sementes (girassol, gergelim e outras), vegetais verdes (sobretudo de folha e do brócolis)
  • Produtos industrializados que contam com o enriquecimento dessa substância.

Além do fato de não ser certo que um superconsumo desta vitamina seja eficaz em seres humanos para combater problemas respiratórios, é possível exceder a dose diária sem nenhum inconveniente, sempre dentro de uma margem lógica. Diante de qualquer dúvida, consulte seu médico.

Como incorporar a vitamina E na dieta?

O mais habitual costuma ser recorrer a cápsulas de vitamina E, que são muito utilizadas em tudo o que se refere à beleza, mas que podem servir para o fígado gorduroso, seguindo a linha que propõe este trabalho. Mas é preciso lembrar que, sobretudo, se trata de um benefício em casos de esteatose não alcoólica.

Se você não quer tomar suplementos e quer melhorar este problema a partir de uma órbita alimentar, o melhor que você pode fazer é consumir determinados alimentos. Entre aqueles que são ricos em vitamina E, você se encontra com as sementes de girassol, as amêndoas, o óleo de germe de trigo, as folhas verdes (espinafre, kale, acelga), o abacate, o brócolis ou as azeitonas, entre outros.

Uma boa ideia para que nunca falte vitamina E e, ao mesmo tempo, você obtenha muitos outros nutrientes, é consumir diariamente um mix de frutos secos que a contenham. Você pode comer amêndoas, avelãs, sementes de girassol, amendoim e alguns outros frutos que possam servir para este fim. E assim comerá algo gostoso e que vai te fornecer esta benéfica substância para combater o fígado gorduroso.

Outras propriedades da vitamina E

  • Boa para a artrite. Diferentes investigações apontam que o consumo de vitamina E na artrite reumatoide ajuda a controlar a inflamação, dor e perda de função das articulações.
  • Revitaliza o cabelo. Se o seu cabelo está maltratado e sem brilho, a vitamina E não só o revitaliza e o deixa resplandecente, mas também repara as pontas danificadas e estimula seu crescimento.
  • Para a pele. Esta é sem dúvida uma das suas propriedades mais aclamadas. De fato, as cápsulas de vitamina E com frequência se usam em muitas receitas e truques caseiros de beleza.

Qual é a sua fonte natural de vitamina E mais habitual?

Gráfico da enquete: Qual é a sua fonte natural de vitamina E mais habitual?

Girassol

21/20

Amêndoas

33/12

Folhas verdes

56/5

Germe de trigo

15/17

Abacate

44/7

Outros

21/11

Você também consome suplementos?




De que forma você consome a vitamina E?

Gráfico da enquete: De que forma você consome a vitamina E?

Girassol

21/20

Amêndoas

33/12

Folhas verdes

56/5

Germe de trigo

15/17

Abacate

44/7

Outros

21/11

Frutos secos

11/0

Óleos vegetais

10/0

Vegetais verdes

12/0

Sementes

10/1

Alimentos fortificados

1/4

Em cápsulas

6/4

Conhece outra forma?




IMPORTANTE: A missão do "Tomar vitamina E: benefícios dos alimentos com vitamina E" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Tomar vitamina E: benefícios dos alimentos com vitamina E"

Comente no Google+