O mirtilo, bom para a pressão alta

Nas mulheres com menopausa

Sabia que um recente estudo determinou que o mirtilo poderia ajudar a reduzir a pressão alta? Isso, pelo menos, foi positivo numa investigação realizada em mulheres depois da menopausa. Não deixe de ler este artigo!

Com certeza você já conhece as fabulosas propriedades do mirtilo, particulamente seu poder para atacar problemas como as infecções urinárias. No entanto hoje você conhecerá um benefício que não fica atrás, são bons para a pressão alta. Aprenda mais para aproveitá-la e comece a incorporar esta fruta na sua dieta cotidiana.

O mirtilo é uma deliciosa fruta característica da América do Norte, entretanto durante os últimos anos sua produção e exportação se estendeu e quase não conhece barreiras. Seu consumo não é nada novo, já que os nativos americanos o utilizavam tanto para consumi-lo fresco, como remédio, o desidratavam para conservá-lo e até faziam corantes naturais com eles.

Talvez você já sabe que o mirtilo é bom para o coração, melhora a memória e ajuda a manter a mente ativa, além de ser uma excelente fonte de antioxidantes. Mas um estudo recente demonstrou que é muito bom para reduzir a pressão alta. Isto se deve a que ajuda a dilatar os vasos sanguíneos até 86%.

Esta é a razão pela qual agiriam como excelentes prevedores de doenças cardiovaculares. Segundo especialistas poderia ser um remédio natural ideal para atrasar a progressão de pré-hipertensão a hipertensão. Além de melhorar a rigidez arterial. Isso seria de especial importância para mulheres na pós-menopausa, já que nessa etapa da vida aumenta o risco de sofrer estes problemas de saúde.

Este estudo foi realizado pelo Centro para o Avanço da Investigação sobre Nutrição e Envelhecimento e publicado pela Revista da Academia de Nutrição e Dietética.

A investigação realizada foi com base em 44 mulheres na pós-menopausa, ambas etapas de hipertensão, a pré e a outra na qual já se desenvolveu o problema. A metade consumiu durante 8 semanas um pó de mirtilo liofilizado, quantidade equivalente a uma xícara de mirtilo, enquanto o resto tomou um pó de placebo. Fizeram-se as mesmas análises e estudos em cada mulher antes e depois da prova de 8 semanas.

Isso lançou resultados surpreendentes: as mulheres que tinham tomado o pó de mirtilo teve uma diminuição de 6,3% da pressão arterial e 6,5% na rigidez arterial. Por outro lado o óxido nítrico, parte do processo de ampliação das artérias, aumentou 68%.

O estudo demonstrou que com uma dose não muito alta como é uma xícara, além de ser muito fácil de incorporar na dieta se podem obter bons resultados. No entanto estudos anteriores chegaram a demonstrar os resultados que você pode obter com 11 xícaras de mirtilo por dia. Portanto, quanto mais mirtilo (ou arandos) você puder consumir, melhores poderiam ser os resultados.

Arandano

Então, bom, você já sabe. Faça tudo o que for possível para que o mirtilo não falte na sua vida de forma alguma. Vamos, que além de tudo é delicioso e pode formar parte de um shake, um sumo ou de uma salada de frutas sem nenhum problema.

Com que frequência você consome mirtilo habitualmente?

Gráfico da enquete: Com que frequência você consome mirtilo habitualmente?

Faço isso diariamente

20/10

Alguma vez por semana

5/8

Uma vez por semana

8/7

Muito de vez em quando

10/6

Nunca

7/11

Qual é a sua forma de usá-lo?




IMPORTANTE: A missão do "O mirtilo, bom para a pressão alta" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "O mirtilo, bom para a pressão alta"

Comente no Google+