Como controlar a ira

Como controlar a raiva, bronca ou cólera

Quando sentimos raiva, cólera ou bronca, nos sentimos invadidos, traídos e desesperados. Sentimos que algo é maior que nós e que não podemos fazer nada. A raiva, bronca ou cólera pode ser causada por eventos externos ou internos. Conheça o que é, para que serve e como podemos controlar a ira.

O que é a raiva, bronca ou cólera

De acordo com o dicionário é um sentimento muito forte de desgosto e geralmente antagonismo.

Quando sentimos raiva, cólera ou bronca nos sentimos invadidos, traídos e desesperados. Sentimos que algo é maior que nós e que não podemos fazer nada, nos sentimos impotentes. A raiva, bronca ou cólera pode ser causada por eventos externos como alguém no nosso trabalho ou pode ser causada por problemas internos ou uma memória do nosso passado.

Eu nasci com a crença que se zangar é ruim, portanto eu reprimi muita raiva ao longo da minha vida, até que um dia entendi que a raiva é uma emoção como qualquer outra. A raiva não é boa nem ruim. Nós podemos experimentar a raiva como saudável ou tóxica.

Para que serve a raiva, bronca ou cólera

Bradshaw diz: "Sem raiva, bronca ou cólera não temos limites pessoais". A raiva serve para manter um sentido decente de nós mesmos, de seres autônomos que podemos dizer "não" quando é necessário. Se alguém está se aproveitando de nós, podemos expressar nossa raiva de uma forma positiva. Portanto esta seria uma maneira de manifestar uma auto-estima saudável porque podemos defender a nós próprios.

Por outro lado, se nós não podemos expressar nossa raiva porque temos medo de que os outros nos rejeitem, este seria um signo de baixa auto-estima. Se não podemos expressar nossa raiva, o que vai acontecer é que vamos reprimi-la, ou vamos expressá-la violentamente contra alguém, ou inclusive vamos gritar ou bater em objetos.

Qual é a melhor maneira de lidar com a raiva, bronca ou cólera

  1. A primeira coisa que devemos fazer é reconhecer que temos raiva tomando consciência. "Sim, eu estou consciente de que estou sentindo raiva". Para poder identificar o que sentimos devemos reconhecer que a estamos sentindo.
  2. Em seguida devemos assumir a responsabilidade da raiva que estamos sentindo. Algumas pessoas ou situações podem contribuir para que sintamos raiva, mas nós escolhemos sentir esta raiva. Isso é assumir a nossa raiva.
  3. Pense sobre as causas reais da nossa raiva. Eu aprendi que algumas vezes quando sinto raiva é porque tenho assuntos do passado não resolvidos. O outro dia senti muita raiva com uma pessoa e depois percebi que a minha bronca não era pelas perguntas que me fazia, minha raiva era porque me sentia rejeitada. Algumas vezes disfarçamos nossos medos, por isso é importante se questionar.
  4. Para mim a melhor maneira de liberar minha raiva é resolvendo meus conflitos internos. Dependendo do evento. Por exemplo, se tenho que expressar minha raiva o farei da forma correta. Sempre vou me expressar desta maneira: "Eu sinto raiva porque...", em vez de dizer: "Você me faz sentir raiva...". Aprender a ser assertivo.

Se há algum assunto oculto, ou seja, conflitos não resolvidos, os resolveremos fazendo perguntas a nós mesmos. Gritar e bater coisas ou correr 10 km não vai nos ajudar a resolver nossa raiva.

A raiva e a ira são oportunidades para poder nos expressar a nós mesmos. Abraçar e transformar nossa raiva e trabalhar para resolver nossos conflitos não resolvidos vai nos ajudar a liberar nossa raiva e portanto a criar uma auto-estima saudável.

Dr. Robert Anthony: "As pessoas zangadas são aquelas que mais medos têm."


Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Como controlar a ira"

Comente no Google+