Sintomas de um derrame cerebral: como detectá-lo, preveni-lo e combatê-lo

Como prevenir um derrame cerebral

Agir rapidamente é fundamental para reduzir os danos no cérebro diantes deste tipo de derrames. Conheça tudo sobre como detectar um derrame cerebral, suas consequências e outras sugestões.

Os derrames cerebrais são uma das principais causas de morte e invalidez grave e prolongada. Embora haja tratamentos que podem reduzir o dano causado, é importante agir rápido e principalmente fazer tudo o que for possível para prevenir este problema que pode custar a vida em questão de minutos.

O que é um derrame cerebral

Também conhecido como ataque cerebral ou acidente vascular cerebral (AVC), se produz quando o fluxo de sangue se altera para o cérebro. Quando isso acontece, uma área do cérebro lentamente morre, já que não recebe o oxigênio e nutrientes que requer para funcionar corretamente.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, em 2012 morreram 6,7 milhões de pessoas como consequência de derrames cerebrais. Além disso se estima que uma de cada quatro pessoas que sofre, com eles morrem por essa causa, e os que conseguem sobreviver sofrem graves consequências. Qualquer pessoa pode sofrer estes derrames, mas depois dos 55 anos as possibilidades se duplicam.

Há dois tipos de acidente vascular cerebral: o vascular cerebral isquêmico que se produz quando um coágulo bloqueia um vaso sanguíneo cerebral e é o mais comum (se produz 80% das vezes que ocorre um AVC), também está o acidente vascular cerebral hemorrágico ou derrame cerebral que é a consequência de uma ruptura de um vaso sanguíneo do cérebro.

Como prevenir um derrame cerebral

Saber como prevenir um derrame cerebral é o melhor tratamento para um derrame cerebral. Há alguns fatores de risco como a pressão alta, diabetes, colesterol, fumar e outros problemas cardíacos que aumentam suas probabilidades de sofrer um derrame.

Manter sob controle sua saúde com exames periódicos e evitar fumar são as melhores formas de prevenir um derrame cerebral.

Como detectar um derrame cerebral

A melhor forma de detectá-lo é conhecendo muito bem os sintomas de um derrame cerebral silencioso. Segundo a Associação Médica de Derrames Cerebrais, são os seguintes, todos aparecem subitamente.

  • Dormência. Ou debilidade do rosto, braço ou perna, particularmente de um lado.
  • Confusão. Na hora de falar ou compreender o que te dizem outras pessoas.
  • Enjoos. Dificuldade para caminhar, problemas de coordenação e/ou equilíbrio.
  • Problemas de visão. Sua vista fica nublada, borrenta e é difícil enfocar objetos. Pode acontecer em um ou nos dois olhos.
  • Dor de cabeça. Muito forte e repentino sem razões aparentes ou causas conhecidas.

Se você acredita que alguém está tendo um derrame cerebral deve pedir que realize 3 ações que parecem simples, mas que são impossíveis para pessoas nessa situação, portanto é uma forma de dar um diagnóstico rápido enquanto você espera a chegada do médico. Peça que sorria, levante os dois braços e mantê-los para cima e dizer uma oração simples. Se não pode realizar estas três ações com certeza está sofrendo um derrame cerebral.

Embora este simples truque seja muito eficaz, há ocasiões nas quais uma pessoa com um derrame cerebral pode realizá-las, então de qualquer forma deve ser examinada por um especialista.

Derrame cerebral: causas e consequências

Um derrame cerebral é causado pela interrupção do fluxo sanguíneo ao cérebro, o que pode acontecer por um coágulo que bloqueia a passagem de sangue ou a ruptura de um vaso sanguíneo que passa pelo cérebro.

As consequências de um derrame cerebral variam de acordo à área do cérebro em que se produz, vejamos o que acontece em cada parte.

Hemisfério direito

Quando o derrame cerebral se produz no lado direito pode causar fraqueza ou parálise no lado esquerdo, percepção reduzida dos problemas causados pelo derrame, dificuldade para ver para o lado esquerdo nos dois olhos, problemas na percepção da profundidade, incapacidade para reconhecer partes do corpo ou localizá-las, dificuldade para compreender o entorno, falta de memória e mudanças no comportamento como depressão ou impulsividade.

Hemisfério direito

Embora não seja tão frequente que os derrames ocorram no lado direito, também podem trazer consequências graves. Principalmente afeta o equilíbrio, coordenação e a capacidade de caminhar, mas também produz enjoos, dor de cabeça e vômitos.

Tronco do encéfalo

Localizado na base do encéfalo, acima da medula espinhal, cumpre funções vitais para o corpo, controla o coração, a pressão e a respiração. Também trabalha com os nervos, a visão, fala, audição e mastigação. Se for produzido um derrame nesta área serão afetados o coração, a respiração, a temperatura do seu corpo, o equilíbro e a coordenação, a mastigação, deglutição e fala, visão e a coordenação e equilíbrio.

Derrame cerebral: tratamentos

Um derrame cerebral sempre deve ser tratado por especialistas. Há uma série de medicamentos recomendados para estes casos como o ativador tissular, a heparina, varfarina, aspirina e muitos outros.

A reabilitação para restaurar a capacidade de caminhar, falar e se mexer corretamente também são muito importantes. Estes tratamentos se realizam em clínicas especializadas e se dividem em três tipos: de linguagem, ocupacional e física. No entanto o trabalho continua em casa e ser constante com os exercícios cerebrais vai te garantir uma recuperação mais rápida.

Na maioria dos casos as mudanças começam a ser vistas na primeira semana de reabilitação, mas dependendo da gravidade pode demorar até um ano em dar frutos, é preciso ser paciente e trabalhar muito para conseguir mudanças.

Realizar mudanças no seu estilo de vida também é parte deste tratamento, deixar de fumar, perder ou ganhar peso no caso de ser necessário, reduzir o colesterol, evitar tomar álcool e obviamente realizar exercício para que seu corpo esteja saudável.

O que é bom para o cérebro

Felizmente a natureza é sábia e nos alimentos que você consome cotidianamente há escondidos muitos benefícios para seu cérebro. Consumindo estes alimentos você também poderá prevenir os derrames cerebrais e atenuar suas sequelas.

  • Benefícios do chá. Além de ser uma infusão deliciosa e com variações originais, o chá te ajudará a melhorar sua memória e restaurar seu cérebro, em complemento com o tratamento recomendado por seu médico.
  • Dieta para o cérebro. Consumir ômega 3, ácidos graxos poliinsaturados e antioxidantes são apenas alguns dos conselhos para manter seu cérebro saudável.
  • Propriedades da cúrcuma. Por seu conteúdo nutricional esta raiz está entre os alimentos mais recomendados para melhorar a atividade cerebral.

Você conhecia os sintomas de um derrame cerebral?

Sim

2/2

Não

0/2

Alguns

0/1

Sofreu algum ou conhece alguém que tenha sofrido?




IMPORTANTE: A missão do "Sintomas de um derrame cerebral: como detectá-lo, preveni-lo e combatê-lo" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Sintomas de um derrame cerebral: como detectá-lo, preveni-lo e combatê-lo"

Comente no Google+