O que é a distonia? Tratamento, sintomas e tudo sobre esta doença

Como tratar a distonia e aliviar seus sintomas

Este transtorno do movimento produz contrações involuntárias que podem ser dolorosas. Tem vários sintomas e pode afetar um só músculo ou vários. Pode se dever a várias questões: genética, um transtorno ou um remédio.

O que é a distonia

A distonia é um transtorno neurológico ou do sistema nervoso central. Caracteriza-se pelos movimentos involuntários ou contrações musculares que causam torções, produzindo posturas anormais. Pode afetar um só músculo ou vários e dependendo da sua gravidade pode produzir dor. Estes movimentos podem se produzir em qualquer parte do corpo: braços, pernas, pescoço ou o corpo inteiro.

Causas da distonia

Pode se dever a questões genéticas, por uma pancada ou trauma, assim como ser consequência de um remédio mal prescrito. Ainda não está claro o que causa a distonia, mas investigações recentes revelaram que poderia ser o resultado de uma anormalidade no cérebro, particularmente numa área denominada putâmen do gânglio da base. Nesta parte se processam as mensagens neurológicas, que ao ser desorganizadas terminam provocando as contrações. Assim, o cérebro se torna incapaz de processar os neutransmissores, mandando mensagens indesejadas aos seus músculos.

Tipos de distonia

Há vários tipos de distonia, se diferenciam segundo a sua gravidade e a quantidade de músculos que são afetados. Conheça cada tipo, principais sintomas e características.

  • Generalizada. Costuma se manifestar na infância e aumenta lentamente ao longo da vida. Começa pelas extremidades inferiores, mas é reconhecida por causar torção de tronco e incapacidade para se mexer.
  • Focal. Há diferentes variações da distonia focal, já que cada parte do corpo tem sua própria denominação. Está a que ataca os músculos do reto, os do pescoço, olhos e cabeça, mandíbula e língua, laringe, mão e dedos.
  • Dopamínica. Caracteriza-se por causar rigidez, seu tratamento é com base em dopamina.
  • X. É uma das distonias mais graves já que causa rigidez permanente, afeta a fala e produz sintomas similares aos do Parkinson.
  • Genética. Assim como a focal, este tipo de distonia tem variações como a cervical primária, a mioclônica, por torção, autossômica recessiva e mais.

Se você suspeita que tem qualquer tipo de distonia, é muito importante consultar seu médico, quanto mais rápido for diagnosticado, mais possibilidades há de levar adiante um tratamento bem-sucedido.

Sintomas de distonia

Cada tipo de distonia tem sintomas que a caracterizam, entretanto têm várias semelhanças, entre as quais se destacam a postura anormal, os espasmos e a dor.

  • Problemas de coordenação. É um dos primeiros sintomas, pode ser vista na caligrafia e em pequenos movimentos involuntários que podem te fazer deixar cair objetos de forma involuntária.
  • Dor forte. Ao ser movimentos repetitivos e involuntários, causam dor, postura anormal, cãibras e incomodidade.
  • Postura anormal. Os movimentos involuntários musculares terminam causando uma postura anormal, já que se torna impossível retornar à convencional.
  • Incomodidade. A incapacidad de frear estes movimentos causa uma grande incomodidade, problemas na hora de dormir e necessidade de ocultar as mãos e pés para tentar controlar o movimento. Também pode provocar bruxismo ou ranger de dentes.

Também tem sintomas secundários como a irritabilidade, incapacidade para realizar tarefas diárias, estudar ou trabalhar e depressão. Todos sintomas relacionados tanto à dor como a dificuldade para levar uma vida normal. Geralmente com o diagnóstico e tratamento adequado se pode levar adiante qualquer tipo de atividade sem nenhum problema.

Tratamentos para a distonia

Ainda não existe um tratamento 100% bem-sucedido e como acontece em outras doenças como a fibromialgia, seus sintomas podem ser minimizados mas não desaparecem completamente.

Há tratamentos que sedam ou bloqueiam certas funções cerebrais, para isso se usa o botox, toxina botulínica ou outros medicamentos prescritos. No entanto, especialistas insistem em que estes tratamentos não servem se não há uma atitude positiva e vontade de seguir em frente, encarar a doença e não deixar que ela te vença. Para isso você pode usar uma série de exercícios para treinar a mente ou usar o controle mental para atrair bons pensamentos. Você também pode contar com uma série de remédios naturais que te ajudarão a lidar com as dores musculares assim como os banhos de sais de magnésio ou sais de Epsom.

Outras doenças não tão conhecidas

Talvez você nunca tenha escutado falar sobre a distonia, mas há outros transtornos não tão conhecidos dos quais você pode conhecer tudo: suas causas, sintomas e tratamento. Estas são algumas doenças raras que certamente você não conhecia.

  • Hipervitaminose A. Sempre te recomendaram que você consuma muitas vitaminas para estar saudável. Mas o que acontece quando são muitas? O excesso de vitamina A pode ser prejudicial para a sua saúde e causar de enjoos até malformações.
  • Dores musculares. A fibromialgia se caracteriza por provocar dor no corpo todo, às vezes é tão forte que te incapacita para realizar atividades tão cotidianas como lavar o corpo ou ir ao trabalho. É uma doença com a qual lidam muitas pessoas e que ainda não tem um tratamento definitivo.
  • Herpes Zóster. Também conhecida como cobrão, é uma doença eruptiva. Em primeiro lugar a sensação de queimação, logo vermelhidão da pele e finalmente uma erupção de tom avermelhado. Dura entre três e cinco dias, embora possa deixar uma crosta durante semanas.

Você sofre de distonia?

Sim

Não

Não sei

Algo que você gostaria de acrescentar sobre o assunto?




IMPORTANTE: A missão do "O que é a distonia? Tratamento, sintomas e tudo sobre esta doença" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "O que é a distonia? Tratamento, sintomas e tudo sobre esta doença"

Comente no Google+