Os 10 sintomas mais comuns da fibromialgia

Os indicadores mais habituais de que você sofre de fibromialgia

A fibromialgia é uma das doenças mais silenciosamente enigmáticas destes últimos tempos. Muitas pessoas sofrem com ela e não sabem. Você sabe quais são os sintomas mais comuns dela? Leia o artigo e descubra.

A fibromialgia é um transtorno de saúde que recentemente está se tornando mais conhecido. Até não muito tempo atrás milhões de pessoas sofriam disso e eram mal diagnosticadas, já que seus sintomas são variados e confusos. Pode se desencadear por várias razões que ainda estão em estudo, mas geralmente se deve a acidentes, lesões e estresse. Em alguns casos é passageira (principalmente quando a causa é um momento traumático ou estresante) mas em outros é crônica, o que afeta profundamente sua vida se você sofre com ela.

Os 10 sintomas mais comuns da fibromialgia

  1. Dores musculares. Este é o sintoma por excelência da fibromialgia, a dor em qualquer parte do corpo e em todos os lugares ao mesmo tempo. Às vezes esta incomodidade é tão forte que pode te impedir de realizar tarefas cotidianas, o que muitas vezes leva à depressão e aumento de peso.
  2. Fadiga crônica. Junto com as dores musculares a fadiga é outro dos sintomas principais e ambos estão muito relacionados. Tanto é assim que muitas vezes se confunde a fibromialgia com a síndrome de fadiga crônica. Este cansaço extremo pode levar a te incapacitar e te privar de realizar uma vida normal, para que você tenha uma ideia, algumas pessoas que sofrem com ela não podem nem se levantar da cama pelas manhãs.
  3. Rigidez muscular. Também conhecida como espasticidade, é a tensão muscular que você geralmente sofre pela manhã, mas que pode abranger grande parte do dia se você não a tratar. Geralmente um alongamento antes de ir dormir e pelas manhãs ajuda muito a aliviar as incomodidades.
  4. Problemas de sono. As dores e outras incomodidades fazem que seja difícil conciliar o sono, além disso podem provocar que você acorde de noite, te impedindo de ter um descanso reparador. Outro dos fatores que conduz à depressão e modifica, sem dúvidas, sua vida diária.
  5. Depressão intensa. Embora já tenha sido mencionada anteriormente, ao ser um sintoma tão comum e quase inevitável da fibromialgia, merece um parágrafo próprio. A conjunção dos sintomas anteriormente mencionados e outros terminam quase inevitavelmente numa depressão. Não ver melhoras com os tratamentos, somado às dificuldades para ter uma vida normal (ver amigos, trabalhar, dormir bem e sem pausa) são apenas algumas das razões que podem te levar a cair numa profunda depressão.
  6. Problemas de concentração. Estudos demonstraram que o envelhecimento prematuro do cérebro é parte desta doença tão cruel. Além disso as fortes dores fazem que você não possa se concentrar como faria se você estivesse saudável (certamente sem a necessidade de sofrer de fibromialgia já te aconteceu que uma dor de cabeça “não te deixa pensar”). Para evitar esta deterioração é necessário manter a mente trabalhando, ler, falar, aprender algo novo a cada dia, embora seja um pouco difícil.
  7. Problemas digestivos. Algumas pessoas que sofrem de fibromialgia também são propensos a sentir dores estomacais e abdominais, prisão de ventre e diarreia. As razões pelas quais estes problemas se relacionam não estão muito claras, mas inúmeros estudos sobre esta “recente” doença em breve poderão resolvê-lo.
  8. Sensação de desequilíbrio. A fibromialgia afeta todos os músculos, inclusive o cérebro e os que se encontram nos olhos, o que pode causar confusão visual e visão embaçada. Estas dificuldades fazem que você possa se sentir zonzo e até ter náuseas, principalmente durante a manhã, assim que abre os olhos.
  9. Problemas na pele. Se você sofre de fibromialgia possivelmente terá notado que está um tanto inchado (principalmente em seus braços, pernas e especialmente nos dedos), você também pode sofrer secura, surgimento de manchas na pele e prurido. Todos estes sintomas ainda não têm uma explicação científica, no entanto são comuns a muitos pacientes com fibromialgia.
  10. Alergia e hipersensibilidade. Todas estas mudanças que se produzem no seu corpo podem provocar que você fique mais sensível à luz, sons e cheiros, assim como alérgico a materiais ou alimentos com os que antes não tinha este tipo de reação. Também podem sentir frio ou calor intenso, acompanhados de calafrios embora não haja mudanças na temperatura.

A fibromialgia é uma doença estranha que ainda está em processo de reconhecimento para profissionais e pacientes. Ainda não há nenhum estudo ou análise que permita seu diagnóstico certeiro, os profissionais se guiam exclusivamente por seus sintomas e sensações, portanto você deve ser o mais aberto possível na hora de explicá-los. Estudos recentes demonstraram que a deficiência da vitamina B12 pode ser uma das causas da fibromialgia. Ou seja, o uso de suplementos poderia ser uma solução viável para tratar este transtorno tão complexo.

Tratamentos alternativos para a fibromialgia

Embora ainda não exista um tratamento que consiga controlar este problema, há vários em processo de testes que podem funcionar sozinhos ou combinados, não são invasivos e verá melhoras quase imediatas ao aplicá-los.

  • Vá a aulas de ioga. Este exercício ancestral não só melhora a elasticidade dos seus músculos e ajuda a acalmar as dores, mas também libera sua mente e ajuda a aliviar o estresse que causa a fibromialgia.
  • Experimente a osteopatia. Esta terapia ajuda a que seu corpo volte a recuperar o equilíbro que perdeu tanto estrutural como funcional. É uma combinação de alongamentos, massagens e termoterapia, o que a torna um tratamento completo contra a fibromialgia.
  • Prove suplementos alimentares. Como ainda não há um remédio criado especialmente para tratar a fibromialgia, você pode dar uma chance a diversos sumplementos como a melatonina, o hipérico e o 5-HTP, cada um dá algo para melhorar a dor, a fadiga, erupções da pele e outros sintomas comuns.

Você acha que a fibromialgia tem cura?

Gráfico da enquete: Você acha que a fibromialgia tem cura?

Sim

18/13

Não

6/10

Não sei

7/5

Como você a combate?




IMPORTANTE: A missão do "Os 10 sintomas mais comuns da fibromialgia" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

1 comentário no "Os 10 sintomas mais comuns da fibromialgia"

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia
¡Carregando comentários!

Marciana ...

Já me consultei com vários médicos mas ainda me sinto muito mal.Perdi o emprego por conta dessa doença. Medicamentos caríssimos. Quando passo algum tempo no sitio me sinto melhor.

0

1 de Ago - 23:35:39

Escreva seu comentário sobre "Os 10 sintomas mais comuns da fibromialgia"

Comente no Google+