Como se trata a fibromialgia, com as dicas da Marta España

Uma blogueira que vai te contar como se combate esta doença

A fibromialgia é um problema cada vez mais frequente. Inclusive estão aqueles que não foram diagnosticados ou aos quais lhes deram uma má visão sobre o seu caso. Por isso mesmo, nada melhor do que ler o depoimento de uma pessoa que sofre com ela, como a Marta España. Não perca esta entrevista!

Quer conhecer o depoimento de uma pessoa que sofre de fibromialgia e está fazendo tudo o que é possível para conseguir mudar este problema? Gostaria de conhecer os truques de uma lutadora contra esta doença? Pois então, você chegou ao lugar indicado.

Marta España é a responsável pela Fibropositivas (https://fibropositivas.wordpress.com/), um mais do que interessante blog que trata sobre a fibromialgia, dando mensagens de incentivo e compartilhando o dia a dia deste problema cada vez mais recorrente no mundo inteiro. Por isso mesmo, não perca de ler esta ótima entrevista que realizamos.

O depoimento de Marta España

-Como você soubre que tinha fibromialgia?

-Fazia meses que estava mal. Não me recuperava após um tratamento para um parasita intestinal. Tinha dores no corpo todo e, principalmente, um esgotamento extremo, então meu médico me mandou para uma internista e ela viu as coisas muito claras. Foi a primeira vez que ouvi falar da síndrome de fadiga crônica e da fibromialgia. Depois viriam os exames e outros testes, para descartar outras doenças e diagnosticar definitivamente a fibromialgia.

-O que passou pela sua cabeça quando te comentaram o que era e você conheceu a doença que ia ter que enfrentar?

-Não podia acreditar. O mundo caiu na minha cabeça, mas em pouco tempo - graças à psicóloga de uma associação de pacientes da minha cidade - comecei a aceitar e a assimilar. Entendi que minha vida ia ser diferente mas não tinha acabado. A partir desse momento teria que aprender a viver mais devagar, fixando pequenas metas e sem perder a esperança de encontrar um tratamento algum dia.

-Que coisas você experimentou para combater este problema? Quais tiveram sucesso e quais não?

-Nestes últimos 6 anos eu experimentei de tudo. O tratamento multidisciplinar recomendado pelos reumatologistas (medicamentos, terapia psicológica e exercício), mudanças na dieta, filtrações, terapias alternativas, etc. Mas sem muito sucesso. O que foi melhor: aceitar o que acontece comigo, me informar bem, evitar o estresse, descansar muito e a terapia psicológica. O que foi pior: o exercício físico.

-Você cuida da sua alimentação de alguma forma para a fibromialgia?

-Sim, cuido mais. Agora sou consciente do que como e que efeitos tem no meu corpo. Nos últimos años aumentei o consumo de peixe, verduras e frutas; ao mesmo tempo em que reduzi o de alimentos processados e lácteos.

-Como afetou e afeta sua vida sofrer com ela?

-Na hora do diagnóstico tentei que não me afetasse e continuar fazendo vida normal, como tinham me dito os médicos, mas não pude. Depois de alguns meses meu corpo disse basta e tive que deixar o trabalho, os estudos e começar a encarar a vida de outra maneira. Hoje em dia, a fibromialgia e a síndrome de fadiga crônica continuam afetando minha vida em todos os níveis (laboral, familiar, social) mas também me ensinou muito.

-Por último, você pode acrescentar o que considerar necessário.

-O mais necessário é continuar conscientizando a sociedade e, principalmente o colégio médico, sobre a fibromialgia e suas consequências. Dizer a eles que é preciso mais investigação, mais formação para profissionais e, sobretudo, que exigimos um trato digno nos serviços de saúde. Já que, apesar de ter sido reconhecida pela OMS há mais de vinte anos, continuamos encontrando inúmeros médicos que negam sua existência e tratam os pacientes com um desprezo e uma falta de tato incríveis. Já é hora de que isso mude!

Marta España

Mais coisas para conhecer sobre a fibromialgia

O mais lógico, depois de ler estas palavras da Marta, o melhor será que você leia outros artigos, onde irá encontrar interessantíssima informação sobre este assunto.

  • Como comer. A alimentação é um assunto importantíssimo na hora de combater a fibromialgia. Por isso mesmo, nada melhor do que seguir uma dieta correta.
  • Que remédios caseiros usar. Os remédios naturais podem ser de grande ajuda. Conheça quais são esses ingredientes da natureza que te farão sentir melhor.
  • Que tratamentos naturais seguir. Tratar a fibromialgia com a ajuda de alguns métodos naturais também pode ser uma colaboração significativa. Não se prive de se sentir melhor.

Quanto a fibromialgia afetou sua vida?

Gráfico da enquete: Quanto a fibromialgia afetou sua vida?

Muitíssimo

117/7

Muito

26/0

Bastante

14/0

Algo

6/1

Pouco

2/2

Nada

Não sofro de fibromialgia

21/2

Como você a combate?




3 comentários no "Como se trata a fibromialgia, com as dicas da Marta España"

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia
¡Carregando comentários!

Sueli ...

Ultimamente já não to fazendo mais nada, to totalmente desanimada.

0

18 de Jan, 2016 - 19:14:36

Sueli ...

Ultimamente já não to fazendo mais nada, to totalmente desanimada.

0

18 de Jan, 2016 - 19:14:48

Sueli ...

Ultimamente já não to fazendo mais nada, to totalmente desanimada.

0

18 de Jan, 2016 - 19:15:15

Escreva seu comentário sobre "Como se trata a fibromialgia, com as dicas da Marta España"

Comente no Google+