Para o qué é utilizado o mel

Benefícios e propriedades do mel que talvez você não conheça

Que o mel é um alimento de rainhas e deuses ninguém duvida, mas você sabe para o que é utilizado o mel? O mel é usado para uma variedade de usos medicinais e cosméticos, além de proporcionar o gosto doce característico para muitas receitas de cozinha.

Se você consome mel habitualmente, já sabe, pelo menos em parte, para que serve o mel de abelha.

Entretanto, suas aplicações são tantas e tão variadas, que é uma boa ideia enumerá-las, para ter em mente para que mais se utiliza o mel. Saiba neste artigo como o mel de abelha pode ser bom para você.

Que benefícios tem o mel?

No antigo Egito, na Grécia clássica e no Império Romano, o mel era um tesouro de alimentação e beleza. Por isso, o mel teve diversas aplicações benéficas para diversos problemas, de resfriados, dores de dente, úlceras e erupções até várias alergias e furúnculos.

Para a saúde

  • O mel, ouro líquido que te cuida quando faz frio. Finalmente os dias de calor deram lugar ao Outono. Começam ls primeiras chuvas, o chão se enche de folhas secas e temos que suportar mudanças bruscas de temperatura. Que fácil é se resfriar nesta época!

    Já perdi a conta das vezes que o mel me aliviou quando começo a notar essas primeiras incomodidades na garganta. Inclusive em mais de uma ocasião, tomei um copo de leite quente com mel antes de dormir e no dia seguinte já não havia nem sinal do resfriado. É um dos "remédios da vovó" que melhor funciona e além disso é tão gostoso que é muito fácil de tomar.

    Também podemos dizer que é um "remédio universal". Eu, que viajo muito, passo mal em diversos países onde não sei que medicamento tenho que comprar. No entanto sempre posso pedir um copo de leite quente com mel, que vão ter ali onde eu for.

  • Você já experimentou adoçar seu chá preferido com mel? Delicioso e muito mais saudável que o açúcar. O mel contém muitas vitaminas e minerais, além de um forte poder antioxidante que nos ajuda a combater o envelhecimento. E mais se o combinamos com o chá, cujas propriedades antioxidantes são por todos conhecidas.
  • O mel também pode nos ajudar a curar queimaduras ou feridas na nossa pele, já que é um agente antimicrobiano, capaz de lutar contra bactérias e outros microrganismos que nos provocam infecções.
  • Tomar limão com mel em jejum é um bom remédio para lutar contra o resfriado, problemas de garganta, congestão nasal.
  • Na dentição dos bebês se pode aplicar, esfregando as gengivas com mel e o menor notará alívio importante nas áreas avermelhadas.
  • Também se aplica o mel para diversas erupções cutâneas ou inclusive para tratar furúnculos.
  • Suas propriedades terapêuticas a tornam em parte indispensável em muitos tratamentos e se torna um alimento ideal em substituição dos açúcares simples.
  • Além disso, na atualidade, os estudos vão encaminhados a demonstrar sua grande capacidade benéfica para as pessoas que sofrem de artrite que provocam grande invalidez.
  • É muito rica em sais minerais, ferro, fósforo, cálcio e vitaminas, além de ser antioxidante e depurativa. Por isso, é muito recomendável nas etapas de crescimento das crianças, pelo fortalecimento dos ossos, assim como para a dieta de atletas e esportistas.
  • O mel cura e cicatriza feridas. Uma investigação publicada na revista médica “The International Journal of Clinical Practice” indica que o mel aceleraria o tempo de cicatrização das feridas, contribuindo também para que os machucados permaneçam estéreis (sem bactérias) e diminuindo os riscos de infecções associadas. O reconhecido meio chega a estas conclusões depois de comparar 18 estudos e acompanhamentos muito completos, realizados ao longo de mais de 60 anos. Segundo a mesma fonte, o mel é um dos alimentos mais antigos e há milhares de anos é utilizado para fazer curas sobre as feridas, mas sem que existissem comprovações científicas a respeito.

    Sobre isso, é bom lembrar que foram encontradas amostras de mel no túmulo egípcio do imperador Tutankamon, em bom estado. Segundo o mencionado relatório, no início do século XX os investigadores da época começaram a reestudar o uso e as propriedades do mel sobre as feridas, mas a chegada dos antibióticos, na década de 40, deteve essas linhas de investigação.

    O atual retorno às fontes que experimenta a ciência em muitas áreas, voltando a descobrir o impressionante poder das substâncias naturais sobre a saúde humana, permitiu também colocar os olhos novamente sobre o mel.

    Desta maneira, se sabe agora que o mel evita a proliferação de bactérias porque tem um alto conteúdo de açúcar, baixa concentração de umidade, um forte tom ácido e peróxido de hidrogênio. Além disso, contribui para reduzir a inflamação.

    Aplicando esta substância com continuidade, a ferida fica liberada de bactérias num período que vai de 3 a 10 dias. Entre outros benefícios concretos, existem estudos que mostram que aplicando mel sobre a úlcera de pacientes diabéticos é possível reduzir as taxas de amputação. Também poderia ser útil para curar as feridas geradas pela cirurgia laparoscópica.

    Obviamente, é importante que nenhuma pessoa tente testar estes métodos de cura sem o devido controle de um médico.

Às vezes não há mais remédio que recorrer a medicamentos tais como os antibióticos. Mas nos cuidando um pouquinho mais, podemos reduzir ao mínimo as vezes que os precisaremos.

Incorporar o mel na sua dieta é muito simples: em iogurtes, coalhadas, queijo fresco, untado no pão, para adoçar o leite e infusões... embora eu goste até sozinho. Um pote de mel nunca falta na minha prateleira, sobretudo no outono e inverno.

Para a beleza

  • Em aplicações cosméticas, serve para manter uma pele brilhante, radiante e livre de gordura e apresenta muitas aplicações em cremes, géis e máscaras de beleza.
  • Estimula a pele e realiza uma importante tarefa antisséptica, além de nutri-la.
  • Na atualidade, existem inúmeros produtos de beleza para o rosto e o corpo, por seus efeitos hidratantes e relaxantes.

Todo centro de estética que se preze tem diversas variedades à base de mel, excelentes para a pele.

Propriedades das diferentes variedades de mel de abelha

No mercado existem muitas variedades à base de plantas e flores e pode ser consumido sozinho ou acompanhado com leite, sumos, bebidas, iogurtes, cereais, chá ou infusões.

  • Mel de acácia. Assim, o mel de acácia é conhecido por suas propriedades calmantes e reconstituintes e por ser um regulador intestinal.
  • Mel de espinheiro-branco. O mel de espinheiro-branco é conhecido por suas propriedades antiespasmódicas, contra cãibras e contraturas.
  • Mel de Bourdaine. Por su parte, o mel de Bourdaine é laxante (enzimas amilase e invertase) e estimula o apetite.

Outras variedades são o mel de urze, de colza, castanheiro, ecucalipto, azinhal, lavanda, alecrim, hera, laranjeira, pinho, tomilho e tília. Todos eles com contrastadas propriedades benéficas para o organismo.

Usos do mel de abelha

Em truques de beleza

O mel possui, entre outras, propriedades emolientes, nutritivas, antissépticas e hidratantes, razão pela qual constitui um ingrediente ideal para preparar receitas de máscaras tanto para a pele como para o cabelo. Entre as receitas de máscaras para a pele você pode preparar as seguintes:

Na fabricação de sabões artesanais

Devido aos seus benefícios para a pele, o mel é usado na elaboração de sabões artesanais. Esse é o caso destas receitas que você pode experimentar fazer em casa:

  • De leite e mel. Uma alternativa com muitas propriedades suavizantes que serão maravilhosas para a sua pele, já que soma os benefícios de outros ingredientes como o óleo de amêndoas e a essência de baunilha. Excelente receita de Rosa Hernández Mula.
  • Receita de sabão de menta e mel. Nesta proposta de Juan Esteban Jorge, a menta aporta suas qualidades aromáticas e refrescantes aos benefícios do mel, o que dá como resultado um sabão ideal para o cuidado da sua pele.

Em remédios caseiros

  • Para cicatrizar feridas. Por suas propriedades antissépticas e cicatrizantes, o mel pode ser utilizado como remédio natural para curar e cicatrizar heridas. Descubra como fazê-lo.
  • Para aliviar a dor de garganta. Também é útil seu uso em remédios caseiros para a dor de garganta. Isto foi bem conhecido e transmitido pela cultura popular. Se a sua garganta dói, não deixe de levar em conta o mel.

Em receitas de cozinha

Entre as diferentes receitas que você pode preparar à base de mel, com certeza vai gostar destas.

  • Licor de mel. Se você costuma preparar licores caseiros, não deixe de experimentar esta receita de licor de mel. É uma boa opção que deleitará os paladares mais exigentes.
  • Granizado de mel, chá e gengibre. Uma deliciosa receita que vai te reconfortar, além de ser muito agradável ao paladar.

Remédios com mel

  • De limão e gengibre para a asma. Estes três componentes conformam uma fórmula ideal para tratar os sintomas da asma, já que é muito eficaz para desinflamar as vias respiratórias.
  • Com sal do Himalaia contra a insônia. Você não pode conciliar o sono? Então, se é assim, dê uma olhada nesta receita já que pode ser a solução para seus problemas de insônia.
  • Com limão para dentes mais brancos. Se você quer ter dentes mais brancos e resplandecentes, não perca esta espetacular receita de branqueador dental supernatural.

Para que serve o mel de abelha?

Gráfico da enquete: Para que serve o mel de abelha?

Para fazer remédios caseiros

53/6

Para elaborar truques de beleza

24/6

Para fabricar sabões artesanais

16/8

Para adoçar receitas de cozinha

26/4

Que outro uso você dá ao mel?




Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Para o qué é utilizado o mel"

Comente no Google+