Cuidar da pele na Semana Santa

Os 8 segredos para garantir um bronzeado perfeito

Aumente a precaução com a pele na Semana Santa. A exposição indiscriminada aos raios ultravioleta (luz solar) na Semana Santa pode gerar efeitos graves na pele ou desencadear riscos que podem se tornar doenças importantes.

Desfrutar do sol é importante e agora a Semana Santa é um momento propício para isso, no entanto não cuidar da pele ou passar excessivas horas tomando sol pode ser prejudicial para nossa saúde se não tomamos as medidas adequadas, já que os raios ultravioleta podem chegar a ser muito perniciosos.

Nesta Semana Santa devemos levar em conta que a exposição indiscriminada aos raios ultravioleta (luz solar) pode gerar efeitos graves na pele ou inclusive desencadear riscos que podem se tornar doenças graves. Por isso, devemos observar os possíveis riscos para a saúde que implica obter bronzeados acelerados depois de exposições prolongadas ao sol e também devemos ser conscientes que não se pode conseguir em cinco dias o mesmo bronzeado que se obtém durante um mês inteiro de férias.

De fato, como apontam os especialistas, o período após a semana santa é um momento que coincide com uma grande afluência aos centros de saúde por problemas derivados da exposição excessiva ao sol. Daí que estes profissionais ponham mais ênfase na prevenção do que na cura. Por isso, um correto bronzeado da pele deve fugir de uma exposição prolongada ao sol em horas indevidas (meio-dia) e sem a proteção adequada. Vamos lembrar que um correto bronzeado é sinônimo de boa saúde e beleza, mas tomando as devidas precauções.

Devemos optar por um bom protetor, em torno a um fator de proteção 30. Também devemos levar em conta, na hora de escolher um protetor solar, o tipo de pele que a gente possui. Os seres humanos têm um filtro solar natural: os melanócitos, umas células que estão na superfície da pele, que produzem uma substância protetora chamada melanina. Quem tem uma pele muito branca tem uma produção de melanina mais reduzida, e por isso deve se cuidar mais das radiações ultravioleta. Assim, tomaremos o sol de forma moderada, com exposições curtas e com o uso de bloqueadores solares de grande proteção. No segundo ou terceiro dia se pode reduzir o fator de proteção a 20; e no último día destes cinco, pode-se usar um bom bronzeador com um fator ainda mais baixo em pessoas adultas, não assim em crianças ou pessoas idosas. Mas sempre evitando as exposições prolongadas ao sol, especialmente ao redor do meio-dia e tendo uma maior precaução em controlar os lábios, olhos, orelhas e pés por sua alta sensibilidade. Também não devemos nos esquecer que 80 por cento da radiação solar passa através das nuvens, por isso durante esses dias "nublados", também devemos aplicar bloqueadores solares.

Não devemos nos esquecer que umas boas férias passam necessariamente por aumentar as precauções e cuidados com o nosso organismo, como fugir da excessiva radiação solar, que pode produzir severos efeitos negativos na pele e olhos, inclusive um enfraquecimento do sistema imunológico, sintomas de envelhecimento prematuro, manchas e outros transtornos cutâneos, que podem degenerar em câncer de pele.


Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Cuidar da pele na Semana Santa"

Comente no Google+