Como remover pintas na pele

Tratamentos para remover pintas

As pintas não podem ser removidas com remédios caseiros e precisam de uma extração por métodos médicos. Quer saber mais a respeito? Pois então não perca este artigo.

As pintas são formações de pigmentos que aparecem sobre a sua pele. A verdade é que nem todo mundo gosta e alguns preferem recorrer a algum método de extração para elas. É assim que você pode recorrer ao laser, à crioterapia ou também à intervenção cirúrgica, não existindo, até o momento, remédios caseiros para eliminá-los.

A definição mais comum que corresponde às pintas é aquela que fala de pequenas formações cutâneas, geralmente escuras, que se desenvolvem a partir das células produtoras de pigmento da pele. A real é que algumas pessoas não querem mais contar com elas e querem tirá-las da cútis. Mas a pergunta é como fazer isso.

Como uma pinta é algo delicado (pode chegar a ser maligno), é fundamental que você consulte previamente seu dermatologista. Em primeiro lugar seu médico vai te realizar uma série de perguntas, entre elas se a pinta mudou de cor, tamanho ou forma ultimamente, quanto tempo faz que você tem, etc.

No caso de achar necessário extrairá uma pequena amostra, denominada biópsia para mandar analisar e ter um resultado mais certeiro. Ali se tomará a decisão correta do que é que se deve fazer com ela. Não se alarme, na maioria das vezes as pintas se removem por questões estéticas e não por serem malignas, mas nunca é demais realizar alguns exames de rotina.

Se tudo sair bem, você terá uma conversa com seu dermatologista onde avaliarão as diferentes técnicas para tirar uma pinta da pele.
O método para eliminá-la não depende tanto da área onde estiver localizada a pinta, mas sim do seu tamanho.

Cirurgia

Geralmente os profissionais se inclinam por uma cirurgia, no entanto, esta pode não ser a melhor opção para algumas partes do corpo, já que é muito possível que deixe uma pequena cicatriz. A cirurgia consiste em aplicar anestesia local, fazer uma pequena incisão, eliminando completamente a pinta, para logo realizar uns pontos de sutura.

Estes pontos se removem uma semana depois da cirurgia (como acontece com qualquer intervenção similar) e logo tudo depende da sua cicatrização, algumas pessoas terminam com uma cicatriz que lhes incomoda mais que a pinta em si. Embora com os cremes e tratamentos atuais seja possível clareá-las bastante.

Esta intervenção é ideal para pintas grandes, mas também há um método similar para pintas menores, que se denomina “shaving”, também com anestesia local se “corta” a pinta, com o risco de que possa volver a aparecer. O bom é que este método não deixa cicatriz ou então uma muito pequena.

Laser

Os avanços nos tratamentos de saúde e beleza fazem que cada dia os tratamentos com laser possam ser usados em mais intervenções. Tirar uma pinta com laser é mais simples e pode requerer ou não anestesia.

Geralmente se usa no rosto, mas pode ser aplicado em qualquer parte do corpo. Não requer que você entre num quirófano e pode ser realizado no centro de beleza (desde que seja de confiança).

A aplicação de laser dura poucos minutos, elimina e cauteriza a área, razão pela qual a cicatriz que deixa pode ser ínfima, desde que esteja bem realizada a intervenção.

Crioterapia

A crioterapia, como os outros métodos comentários, deve ser realizada por um profissional, de outra forma poderia machucar sua pele e deixar cicatrizes. Esta técnica originalmente era utilizada só para tratar verrugas, sua eficácia fez pensar que também poderia ser usada para tratar pintas, já comprovamos.

Baseia-se na utilização de nitrogênio líquido para congelar suas pintas, destruindo-as, sem danificar o tecido cutâneo ao redor. Geralmente requer anestesia local, que é aplicada diretamente sobre a área a trabalhar.

Tanto na crioterapia como com o laser você pode sofrer vermelhidão e inchaço, assim como a formação de uma espécie de bolha e casca na área tratada. Mas não se assuste, é completamente normal e desde que você siga os cuidados indicados por seu médico e não a remova, não sofrerá cicatrizes nem nenhum tipo de marca.

Lunares

Nunca tente eliminar uma pinta por sua conta, pode ser muito doloroso e perigoso se quiser “operar” e nenhum remédio caseiro menos invasivo for eficaz.

Em cada tipo de tratamento seu médico te indicará que cuidados você deve levar após realizá-lo, porque a pele foi maltratada e precisa se recuperar. Talvez te receite alguns medicamentos ou cremes e a bolha, casca ou crosta que se forma vá embora sozinha (como acontece quando você se machuca) de uma a três semanas depois do tratamento.

O que mais você deve saber para remover pintas?

Se você busca informação mais específica para poder erradicar essas pintas que você não gosta ou te preocupam, preste atenção no seguinte.

  • Como remover pintas do rosto. Não é a mesma coisa remover uma pinta do rosto que de qualquer outra parte do corpo. Por isso mesmo, você deve levar em conta os métodos específicos para esse fim.
  • Quanto custa tirar uma pinta. Não sai igual em todos os lugares e os preços variam muito ao longo do mundo. Também vai de acordo com o tipo de pinta que você deve remover.

Que técnica você usaria para remover uma pinta?

Gráfico da enquete: Que técnica você usaria para remover uma pinta?

Crioterapia

33/20

Laser

99/11

Cirurgia

30/20

Não removeria uma pinta

21/23

Alguma vez você extraiu uma?




IMPORTANTE: A missão do "Como remover pintas na pele" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

1 comentário no "Como remover pintas na pele"

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia
¡Carregando comentários!

katia ...

nao

0

19 de Jul - 06:22:16

Escreva seu comentário sobre "Como remover pintas na pele"

Comente no Google+