Doenças da pele

Cuidados para proteger a pele

A derme também sofre. Mudanças de cor ou emagrecimento são características de uma pele doente que é preciso cuidar...

A pele é o escudo de proteção natural do organismo mas ainda assim adoece como qualquer outra parte do nosso corpo. As mudanças de peso, por exemplo, podem fazer mal a ela.

O excesso de peso constitui em si mesmo um risco para a saúde em geral. Doenças como o diabetes ou problemas cardiovasculares são os mais conhecidos. No entanto, a pele também sofre como consequência das mudanças de peso e problemas como as varizes, acantose nigricans e outras dermatoses parecidas.

Concretamente nas mulheres, o aumento de massa corporal geralmente vem junto com uma maior liberação de hormônios masculinos, o que pode desembocar no surgimento de acne, pelo, calvície, etc.

Por outro lado, o aumento excessivo de peso já favorece o surgimento de incomodidades como as estrias ou a irritação e a vermelhidão da pele em áreas próximas às articulações – virilha, axilas.

Os especialistas indicam que, diante do surgimento destes problemas, a primeira medida deve ser sempre perder peso. Não obstante, paliar as incomodidades enquanto isso não acontece basicamente tem a ver com seguir estes valiosos conselhos:

A roupa representa um fator importante nesse cuidado. Devem ser usadas de preferência peças de algodão e evitar na medida do possível o contato das áreas afetadas com tecidos de fibra sintética, que é mais agressiva com a pele.

Você deve evitar tomar banho vestido. Tanto na praia como na piscina, é aconselhável o uso de trajes de banho não muito apertados. Por outro lado, é importante se secar bem com uma toalha e não deixar que a pele seque "ao sol", já que este costume, muito habitual no verão, pode provocar que as incomodidades aumentem.

Por último, aconselhamos você a aplicar sempre pomadas, de preferência que contenham óxido de zinco ou talco sobre as áreas propensas ao atrito, como é o caso das axilas, virilhas e pescoço.


Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Doenças da pele"

Comente no Google+