Lecitina para manter o fígado saudável

Ajuda a digerir as gorduras

A lecitina é um dos suplementos mais conhecidos, sobretudo para emagrecer e baixar os níveis de colesterol. Pouco se conhece sobre a sua capacidade para manter o fígado saudável, proporcionando proteção e regulando os níveis de gordura. Quer saber mais? Leia este artigo...

Com certeza você já deve ter escutado antes falar deste componente alimentar, sempre vinculado sobretudo à soja.

Muito popular nas culturas asiáticas, por seu valor nutricional assim como pelos benefícios à saúde que pode brindar.

A lecitina em si é uma gordura essencial que se encontra presente em todas as células do organismo e cumpre a função de regular os nutrientes que entram e saem das células.

Uma das propriedades que lhe são atribuídas é a sua capacidade para regular e proteger as funções do sistema digestivo, especialmente do fígado.

Quer saber como pode fazer isso?

Benefícios da lecitina para o fígado

Basicamente pode ajudá-lo de 4 formas:

  • Aumenta a digestibilidade das gorduras.
  • Regula a absorção das gorduras.
  • Previne o acúmulo de resíduos e componentes gordurosos.
  • Digestibilidade e absorção das gorduras.

Uma das principais funções da lecitina é decompor a gordura em partículas e diluí-la na água ou no sangue, permitindo desta maneira que esta não se acumule e possa ser eliminada do corpo.

Segundo diferentes investigações realizadas, foi possível constatar que a lecitina pode ajudar a reparar as células de um fígado danificado.

Proteção do fígado

Devido a que a lecitina se compõe essencialmente de gordura, pode agir como uma membrana protetora no fígado e outros órgãos, evitando que toxinas e resíduos prejudiciais fiquem aderidos no seu interior.

Às vezes, os órgãos são afetados negativamente pelo endurecimento, um dos casos mais conhecidos é o das artérias, mas podem se manter maleáveis e dúcteis com a ajuda da lecitina.

Por esta razão é que também este componente natural colabora na prevenção do colesterol, da arteriosclerose e outros problemas cardiovasculares.

Metabolização das gorduras

Além disso, os especialistas no assunto afirmam que a lubrificação proporcionada pela lecitina não deixa que partículas gordurosas fiquem aderidas em áreas específicas do corpo, estas são transportadas ao fígado, onde se metabolizam e se transformam em energia.

Desse jeito, provoca que os níveis de triglicérides sejam mais baixos e aumenta os níveis de colesterol bom no sangue.

Mas um fato que você deve levar em conta em todo este processo é que o fígado precisa de fosfatidilcolina para produzir lipoproteínas de muito baixa densidade, que são as substâncias encarregadas de transportar as gorduras.

Se os níveis de fosfatidilcolina são baixos, as gorduras se acumulam no fígado, causando finalmente dano hepático. Isto pode provocar o desenvolvimento da doença hepática gordurosa não alcoólica.

Por esta razão é necessário manter um nível mínimo de lecitina no organismo e não sofrer deficiência dela.

Não sabe como obter lecitina? Não se preocupe e continue lendo!

Como consumir lecitina

Você pode consumir lecitina de forma natural através de uma dieta balanceada que inclua estes alimentos:

Alimentos ricos em lecitina

  • Gema de ovo
  • Soja
  • Feijão preto
  • Favas
  • Germe de trigo
  • Peixe
  • Mariscos
  • Legumes
  • Levedura
  • Produtos lácteos
  • Amendoim
  • Couve de Bruxelas

Lecitina de soja

Consumo de lecitina através de suplementos

Se por alguma causa você não puder consumir muitos dos alimentos com alto conteúdo de lecitina, poderá ter acesso a este componente através de suplementos alimentares.

Você pode encontrá-los na forma de:

  • Cápsulas
  • Comprimidos
  • Pó ou na forma granular

A dose necessária de lecitina para o bom funcionamento do organismo é de 50 mg por dia.

Talvez você tenha esta dúvida: posso consumi-la sem nenhum problema?

Efeitos secundários e contraindicações da lecitina

A lecitina quando é consumida através dos alimentos não causa nenhum efeito negativo; e se o consumo for feito através de suplementos, ingerindo a dose especificada, também não.

Em geral, foi possível constatar que quando se consomem doses mais altas, podem causar:

  • Problemas gastrointestinais
  • Diarreia
  • Aumento de peso
  • Dor de cabeça
  • Erupções na pele

Não se recomenda consumir suplementos de lecitina no caso de:

  • Gravidez
  • Aleitamento

Por que você consumiu lecitina?

Gráfico da enquete: Por que você consumiu lecitina?

Para emagrecer

19/8

Para baixar o colesterol

27/4

Como suplemento alimentar

14/2

Para melhorar a digestão

17/1

Foi eficaz?




IMPORTANTE: A missão do "Lecitina para manter o fígado saudável" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

4 comentários no "Lecitina para manter o fígado saudável"

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia
¡Carregando comentários!

Roberto Cesar Ciampaglia ...

Muito bem elaborado,de otima prescisão e facilidade de entendimento.

0

22 de Set, 2015 - 13:56:58

Maria Gomes Jatai ...

Para ajudar eliminar gordura do fígado

0

9 de Abr - 16:43:34

Insira seu nome Maria Gomes Jata ...

Sim é muito eficiente no controle da gordura no fígado, e ainda ajudou também na queda de cabelo, diminuindo a queda de cabelo em 90%ou seja quase total, só queria que fosse mais barato.

0

9 de Abr - 16:52:39

Maria Gomes Jatai ...

Além de ajudar no controle da gordura no fígado, também ajudou na queda de cabelo em 90%pois.meu cabelo caia muito estou.muito satisfeita só queria que fosse mais barato kkk.

0

9 de Abr - 16:58:34

Escreva seu comentário sobre "Lecitina para manter o fígado saudável"

Comente no Google+