Dieta durante a lactância

Alimentação materna para a lactância

Após o nascimento de um bebê, o ideal é que a mãe o amamente, esta etapa dependerá de muitos fatores, mas para aquelas que querem e podem dar o peito, é necessário levar em conta a importância da alimentação materna para a lactância, já que dela dependerá o crescimento do recém-nascido.

A lactância é muito importante tanto para o recém- nascido como para a mamãe por diferentes razões.

Para o bebê:

  • O leite materno é o melhor leite porque é o que pertence à sua mesma espécie, portanto lhe dará todos os nutrientes que esse bebê precisa para crescer saudável e forte.
  • A lactância materna estabelece um vínculo essencial e muito importante para o desenvolvimento emocional do bebê.
  • O leite da mãe, proporciona o recém-nascido anticorpos e defesas necessárias para que o bebê possa enfrentar melhor as diversas doenças às quais possa estar exposto.
  • O leite materno provê nutrientes essenciais para o desenvolvimento intelectual do bebê, como aminoácidos tais como a taurina (aminoácido muito importante para o desenvolvimento neural) e ácidos graxos essenciais como n-3 e n-6, ácidos graxos poliinsaturados, colesterol e fosfolipídios muito benéficos para o desenvolvimento de membranas cerebrais e do bom desenvolvimento das sinapses nervosas.

Estes são só alguns benefícios da lactância para o bebê.

Para a mãe:

  • É econômica.
  • A depressão pós-parto se encurta ou é mais leve.
  • Menor hemorragia pós-parto.
  • Permite perder peso, já que os depósito de gordura da mamãe intervêm na formação do leite materno.
  • As mulheres que amamentam têm menos probabilidades de contrair câncer de mama e ovários.

Por todos estes beneficios, a OMS estabeleceu que o ideal é promover a lactância materna exclusiva até os 6 meses de vida e complementá-la até os dois anos de idade, desta forma se estará garantindo um melhor desenvolvimento físico, psíquico e emocional do bebê.

A dieta durante a lactância se baseiará em um plano de alimentação especial, com as seguintes características:

  • Valor calórico total: +600 calorias diárias.
  • Hidratos de carbono: +20 g/dia.
  • Gorduras: até 30% de calorias totais.
  • Proteínas: 15-20% de calorias totais.
  • Fibra: 25g/1000 calorias.

Em alguns casos é necessário suplementar cálcio, ferro e ácido fólico.

A alimentação materna para a lactância deve ser:

  • Completa.
  • Variada, deve incluir alimentos de cada grupo (lácteos, carnes/legumes/ovo, verduras, frutas e cereais).

Recomendações:

Se você precisa perder peso, pode realizar uma dieta especial para a lactância, mas sem descuidar a qualidade dos alimentos. É importante que você tenha em mente que todos os medicamentos, alimentos ou bebidas que consumir passarão através do seu leite, portanto diante de qualquer dúvida que tiver, deve consultar o médico. Beba muita água, é importante que você se hidrate o tempo todo, isto influirá na formação de leite.


IMPORTANTE: A missão do "Dieta durante a lactância" é te ajudar a estar informado. NUNCA substitua a consulta médica.

Nenhum comentário

Você pode comentar no Facebook e no Google +, ou se preferir fazê-lo de forma anônima no nosso sistema de comentários

Comente no Facebook
Comente na Innatia

Escreva seu comentário sobre "Dieta durante a lactância"

Comente no Google+